Publicado em 24/07/2015 as 12:00am

Obama amplia Lei do Perdão para indocumentados

Brasileiros que entraram nos EUA pelo México não precisam mais ir ao Brasil para esperar o perdão

Luciano Sodré 

Muitos imigrantes indocumentados que entraram nos Estados Unidos através da fronteira mexicana temem deixar o país para esperar o perdão em seu país de origem. Isso devido ao medo de severas sanções que podem ser impostas sobre eles. Mas esta história está mudando, pois o Departamento de Imigração assinou uma medida que permite que candidato possa aplicar para o perdão sem precisar sair dos EUA.

O Secretário de Segurança Jeh Johnson assinou a medida e a encaminhou para ser publicada pelo Diário Oficial da União. Através desta medida, os membros de famílias de residentes permanentes já não terão que deixar o país e aguardar o perdão em seu país de origem. Agora é esperar a publicação e 60 dias depois ela entrará em vigor.

A lei do Perdão de 1996 rege que qualquer pessoa que ficou um ano ilegalmente nos EUA, está sujeita a pena de três anos fora do país até receber o perdão. Quem permaneceu mais tempo, deve cumprir 10 anos fora para depois poder voltar.

Agora, os parentes de residentes permanentes podem solicitar o perdão antes de viajar para o seu país de origem.

O Brazilian Times entrevistou o advogado brasileiro especialista em imigração, Danilo Brack, o qual falou sobre o assunto. Segundo ele, a medida apenas perdoa a entrada ilegal. Mas é preciso que imigrante se qualifique para aplicar, através de um cônjuge, pai, irmão, etc. “O candidato espera o perdão nos Estados Unidos e somente depois vai até o seu país de origem para a entrevista”, afirma.

Ele explicou que esta medida é uma expansão do “waiver” já existente, pois atualmente somente cônjuges ou pais americanos podem patrocinar o perdão. “Com a nova medida, será incluso cônjuges e pais que tem apenas o Green Card. Não é mais preciso ser um cidadão dos EUA para aplicar para um parente indocumentado”, disse.

Brack também acrescentou que após receber o perdão, o imigrante deverá ir ao seu país de origem na data e horário marcado para a entrevista. “Normalmente demora de 10 dias há duas semanas para que ele retorne legalizado aos EUA. Em muitos casos, o imigrante sai da entrevista já com o carimbo de Green Card e pode voltar no mesmo dia se quiser”, finaliza.

Para saber mais sobre o assunto ou se está qualificado para esta nova medida, ligue para o escritório do advogado no telefone (978) 453-7225.

Fonte: Brazilian Times