Publicado em 26/10/2015 as 12:00am

Obama critica "sentimento contra imigrantes" na política

"Não há nenhuma outra área que eles (republicanos) querem regredir mais que a imigração", disse o Presidente Obama

O discurso presidencial revelou uma crítica implícita aos vários candidatos presidenciais republicanos.

Durante um discurso realizado em 8 de outubro, o Presidente Barack Obama criticou o que ele considerou o “crescente sentimento contra os imigrantes” na política dos EUA. O comentário revelou uma crítica implícita aos vários candidatos presidenciais republicanos.

Obama não citou o nome de nenhum candidato em seu discurso, que ocorreu na sede do Congressional Hispanic Caucus Institute, entretanto, ele denunciou aqueles no Partido Republicano (GOP) que estão tentando anular os seus esforços em favor de uma reforma migratória.

“Não há nenhuma outra área que eles querem regredir mais que a imigração”, disse o presidente, que frisou o sucesso de sua administração na redução do índice de desemprego entre latinos, além do acesso aos serviços de saúde às minorias.

Embora ele não tenha citado seu nome, Obama, aparentemente, dirigiu seus comentários ao candidato republicano que lidera as pesquisas de opinião, Donald Trump, cuja postura contra os imigrantes é a mais ferrenha que qualquer candidato presidencial.

“Você tem que perceber que a grandeza da América não vem da construção de cercas, a nossa grandeza vem da oportunidade”, disse Obama.

Trump, cujo slogan de campanha é “Fazer a América grande novamente”, prometeu construir uma cerca entre os EUA e o México para evitar as passagens clandestinas. Além disso, ele tem sido criticado por fazer comentários polêmicos sobre os imigrantes mexicanos.

Discursando antes que Obama subisse ao palco, Hillary Clinton, que lidera as pesquisas de opinião na disputa democrata, também criticou Trump. “É um problema quando o candidato presidencial líder diz que os imigrantes do México são estupradores e traficantes de drogas”, disse ela. ”É um problema quando candidatos usam termos ofensivos como ‘bebês âncoras’ ou até fala sobre mudar a Constituição para tirar a cidadania de alguém que nasceu aqui”.

“Nós precisamos de pessoas que lutem contra essa retórica feia e pensamento extremista, que diz com nossas palavras e ações, basta. Acabe com isso”, acrescentou.

Alguns candidatos presidenciais republicanos, incluindo Trump e o Senador Ted Cruz, dizem que querem revogar a chamada “cidadania por nascimento”, a qual concede automaticamente a cidadania americana a qualquer pessoa nascida no país, incluindo os filhos dos imigrantes indocumentados. A 14ª Emenda da Constituição dos EUA determina: “Todas as pessoas nascidas nos Estados Unidos são cidadãs dos Estados Unidos”.

Os comentários feitos por Trump, Cruz e alguns outros dificultam mais ainda a tentativa de conquistar os votos das minorias sociais, incluindo os latinos, que votaram a maioria em Obama, em oposição a seus rivais republicanos, nas eleições presidenciais de 2008 e 2012.

Fonte: BV