Publicado em 27/11/2015 as 12:00am

Quase 4 mil migrantes chegam à Grécia e querem ir para a Macedônia

Eles desembarcaram nesta sexta no Pireu. Iranianos, somalis e paquistaneses não conseguiram passar pela fronteira.

Quase 4.000 migrantes desembarcaram nesta sexta-feira (27) no Pireu, na Grécia, muitos deles dispostos a seguir até a fronteira Grécia-Macedônia de Idomeni para seguir viagem até a Europa.

Apesar de um processo de controle na fronteira por nacionalidades - que não afeta sírios, eritreus e iraquianos -, Saram, geólogo iraniano de 30 anos, disse que não mudaria de planos.

"Vou continuar o caminho para a Macedônia, ver o que acontece", disse.

Quase 2.300 migrantes desembarcaram no Pireu no barco Eleftherios Venizelos, que acabara de chegar da ilha de Lesbos. Mais de 1.500 desembarcaram mais cedo em outra balsa, procedente da mesma ilha.

Muitos migrantes, incluindo famílias com crianças, embarcaram em ônibus imediatamente com destino a Idomeni.

Quase mil iranianos, somalis e paquistaneses que não conseguiram passar pela fronteira, em consequência do controle de nacionalidade, permaneciam bloqueados nesta sexta-feira em Idomeni. Na quinta-feira, 200 pessoas avançaram para tentar forçar a passagem até a Macedônia.

Outras 10 pessoas, que afirmam ser iranianas, estão em greve de fome.

As autoridades gregas descartam no momento uma intervenção das forças de segurança para dispersar os migrantes bloqueados. O governo tenta convencê-los a retornar para o interior do país

Fonte: g1.com