Publicado em 14/12/2015 as 12:00am

Facebook entra na luta por reforma imigratória

Aliados à outros grupos, a empresa de Mark Zuckerberg pretendem investir $10 milhões em publicidade em prol de causas imigrantes

O ano de 2016 vai começar já com novidades para os imigrantes que vivem ilegalmente nos Estados Unidos. Isso porque foi anunciada a união de alguns grupos, entre eles o Facebook, que reforçarão a luta por uma ampla reforma imigratória no país.

Chamado de Fwd.us, pretende investir milhões de dólares em fortes campanhas publicitárias a serem veiculadas em TVs e mídias digitais. Ao todo serão US$10 milhões, que serão usados também para custear pesquisas de opinião públicas.

A princípio, o grupo espera atingir 12 estados norte-americanos, mas a concentração será nas áreas onde ocorre uma maior disputa eleitoral pela presidência e com mais representantes Republicanos no Congresso.

Esta iniciativa foi divulgada no mesmo momento em que o presidenciável Donald Trump, que lidera as pesquisas por intenção de voto, mostra como bandeira principal a deportação e massa e a construção de um muro entre o México e Estados Unidos.

A intenção do Fwd.us é combater a retórica anti-imigrante que predomina nos debate das primárias Republicanas. Além disso, o grupo vai lutar pela por uma reforma imigratória abrangente no começo de 2017, assim que o futuro presidente assumir o cargo.

Este grupo inclui pessoas de grande influência no cenário político dos EUA e com grande poder de decisão: Zuckerberg, Bill Gates, Reid Hoffman e Eric Schmidt, e outros.

Segundo as informações, os primeiros passos da FWD.us mostram que será um combate contra o plano de Trump de deportações em massa.

Pesquisas recentes mostram que os eleitores optam por um candidato que antecipem um caminho para a cidadania dos imigrantes indocumentados, ao invés de deportá-los.

Mas a Fwd.us não é o único grupo que luta pela reforma imigratória e que vai agir nas próximas eleições. Incluídos nesta batalha estão SEIU, AFL-CIO, Mi Familia Vota e o National Council de La Raza. Todos trabalharão com o objetivo de de promover o registro de eleitores e sensibilizar a opinião pública nos onde há um maior número de indecisos, tais como Nevada, Colorado, Flórida, Wisconsin e Illinois.

Fonte: Redação