Publicado em 21/03/2016 as 8:40am

15 imigrantes são presos pelo ICE em Illionois

Todos os 15 presos foram condenados por crimes nos Estados Unidos e se encaixam nas prioridades do ICE para deportação

Quinze imigrantes criminosos condenados foram presos no final de semana passado em Northen Illionois durante dois dias de uma operação conduzida por agentes do U.S. Immigration and Customs Enforcement’s (ICE) Enforcement e do programa Removal Operations (ERO).

Esta operação, que foi concluída na segunda-feira (14), faz parte das mais recentes prioridades do ICE que é prender e deportar imigrantes criminosos que vivem ilegalmente nos Estados Unidos.

Todos os 15 presos foram condenados por crimes nos Estados Unidos e se encaixam nas prioridades do ICE para deportação. Eles foram sentenciados por crimes como abuso sexual de menor, porte ilegal de arma de fogo, dirigir embriagado, agressão, agressão e lesão corporal graves, atentado violento ao pudor, comportamento lascivo em público e posse de drogas.

Entre os imigrantes presos está um mexicano de 24 anos de idade que tem condenações anteriores por porte ilegal de arma de fogo. Ele foi preso no dia 14 de março, em Rockford e entregue para a custódia do ICE. Agora aguarda decisão de um juiz federal de imigração.

Outro preso também é mexicano. Com 22 anos de idade, o imigrante foi condenado por agressão e lesão corporal graves, além de dirigir embriagado. Ele foi preso no dia 13, também em Rockford e entre ao ICE para início do processo de deportação.

Segundo Ricardo Wong, diretor do ERO no escritório em Chicago, “o ICE tem priorizado as operações que visam imigrantes criminosos e que ofereçam ameaças à segurança pública”. Para ele, a concentração em encontrar e deportar estas pessoas proporciona maior proteção às comunidades.

Quatorze dos quinze imigrantes são mexicanos e um é oriundo do Uruguai. Treze foram presos em Rockford, um em Love´s Park e outro em Belvidere. Durante esta operação, o ERO recebeu significante assistência do escritório do Xerife do condado Winnebago.

Todos os alvos desta operação, segundo o ICE, estão na lista de prioridades estabelecidas pelo U.S. Department of Homeland Security’s (DHS) ew o secretário Jeh Johnson, em um memorando emitido em 2014.

Prioridade 1: alvos que signifiquem ameaça a segurança pública, membros de gangues, criminosos condenados e criminosos perigosos.

Prioridade 2: alvos que foram condenados por três ou mais contravenções ou delitos significativos, incluindo DUI.

No ano fiscal de 2015, as operações do ICE prenderam e deportaram 235,413 imigrantes em todo o país. Noventa e um por cento dos indivíduos tinha sido condenado por algum crime anteriormente.

 

Fonte: braziliantimes.com