Publicado em 19/04/2016 as 5:30am

Nova York realiza primárias democratas e republicanas na terça

Estado é considerado um dos mais importantes na corrida eleitoral. Donald Trump e Hillary Clinton aparecem como favoritos nas pesquisas.

Considerado um dos estados mais importantes na disputa pela indicação para as eleições presidenciais deste ano, Nova York realiza nesta terça (19) suas primárias democratas e

De acordo com as pesquisas, Donald Trump eHillary Clinton devem vencer, embora a democrata tenha visto sua vantagem sobre Bernie Sanders diminuir. Dos 30 pontos percentuais que já teve, Hillary agora aparece 13% à frente, com 54,6% contra 41,6%, de acordo com média de pesquisas compilada pelo Huffington Post.

O mesmo site aponta que Trump, por outro lado, deve ter em seu estado de origem uma de suas mais tranquilas vitórias. Na média, ele tem 54%, contra 22,1% de John Kasich e 19,2% deTed Cruz, que no início deste ano criticou os “valores de Nova York” em um debate e tem grande rejeição no estado.

Nova York tem 291 delegados democratas, dos quais 44 são superdelegados e 247 serão atribuídos pelos eleitores. O Partido Republicano irá distribuir 95 delegados no estado. As primárias dos dois partidos são fechadas, o que significa que apenas eleitores previamente registrados podem participar.

A cidade de Nova York e os condados de Nassau, Suffolk. Westchester, Rockland, Orange, Putnam e Erie irão votar das 7h às 22 horas (horário de Brasília), enquanto no resto do estado as seções ficam abertas das 13h às 22 horas.

Delegados

Um republicano precisa ter pelo menos 1.237 votos para ser indicado por seu partido. Até agora, Trump tem 744, Cruz tem 559 e Kasich tem 141. No Partido Democrata, uma indicação depende de pelo menos 2.383 votos. Por enquanto, Hillary Clinton conta com 1.758, enquanto Bernie Sanders soma 1.076.

Incluindo aqueles que serão disputados em Nova York, os democratas ainda têm 1.931 delegados disponíveis. Para conseguir a nomeação, Clinton precisa de 625 deles, ou 32,6%, enquanto Sanders depende de 1.307, ou 67,6%.

Entre os republicanos, Trump é o único com chances reais de chegar à convenção com todos os votos necessários para que conseguir uma nomeação indiscutível. No entanto, isso só acontece se ele ganhar 493, ou 58,8%, de todos os 838 delegados ainda disponíveis. Para Cruz a tarefa é ainda mais difícil, já que ele precisaria de 678 delegados, ou 80,9%. John Kasich não tem chances matemáticas de conseguir uma indicação antecipada, já que precisaria de mais 1.093 delegados, número acima dos que ainda estão à disposição.

Prévias

Até o dia 14 de junho (veja o calendário completo), eleitores de todo o país irão indicar delegados para representá-los nas convenções de cada partido.

Tanto primárias quanto caucuses têm duas modalidades diferentes: fechada, na qual votam apenas os eleitores registrados em cada partido, e aberta, em que qualquer eleitor pode votar no pré-candidato que escolher de um dos partidos (mas não nos dois). Alguns estados, como Ohio, Califórnia e Nova Jersey, adotam um sistema misto.

Os dois partidos definem em julho quem serão seus candidatos oficiais. A convenção do Partido Republicano acontece antes, entre os dias 18 e 21 de julho, em Cleveland, Ohio. Já o Partido Democrata aponta seu candidato oficial ao final de uma convenção realizada entre 25 e 28 de julho, na Filadélfia, Pensilvânia.

A eleição presidencial será realizada em 8 de novembro.

Fonte: http://g1.globo.com/