Publicado em 12/05/2016 as 10:47pm

Imigração prepara ataques e mais deportações para Maio e Junho

Deportações a vista!

A rede de televisão Univision anunciou nesta quinta-feira, dia 12, que o Departamento de Imigração dos Estados Unidos planeja novos ataques na comunidade neste mês de maio e em junho.  Segundo a reportagem, estas operações serão semelhantes às que foram feitas no início do ano pelo Immigration and Customs Enforcement (ICE) e que gerou medo nas comunidades imigrantes.

Durante dois dias no mês de janeiro, agentes do ICE realizaram ataques dirigidos a imigrantes da América Central que tinham entrado ilegalmente no país após o início de 2014 e que tinham ordem final de deportação emitida por um juiz de imigração.

O ICE também pretende se concentrar em deportar menores de idade que entraram no país sem os os pais.

O Secretário do Departamento de Segurança Interna, Jeh Johnson anunciou que 121 pessoas, incluindo crianças, na Georgia, Texas e Carolina do Norte foram presas e deportadas durante as operações de janeiro.

Mesmo o ICE tendo como alvo as pessoas que chegaram ilegalmente após janeiro de 2014, os ativistas alertam que aos imigrantes que devem ficar atentos. Isso porque se durante uma batida atrás de um procurado, um estrangeiro trabalhador estiver com ele, pode ter problemas com a justiça. “Todos devem estar cientes dos seus direitos em caso de detenção pela agência”, disse o comunicado da Univision.

Um porta-voz ICE disse que a agência não pode confirmar ou negar a existência destas ações específicas e realmente elas acontecerão. “No entanto, se tais pessoas sem documentos que chegaram depois 01 de janeiro de 2014 são prioridade para deportação, os agentes irão atrás”, disse.

Estes novos ataques são planejados como sinal de resposta para o aumento de pessoas que emigraram para os Estados Unidos sem autorização nos últimos meses. O Secretário Jeh Johnson disse, em março, que os ataques em janeiro ajudaram a conter a imigração ilegal de pessoas vindo da América Central.

Para se proteger dos ataques do ICE ou como agir em caso de uma abordagem, procure se informar com profissionais experientes ou entidades que defendem os direitos dos imigrantes.

Fonte: Da Redação