Publicado em 27/06/2016 as 12:00pm

Indocumentados no NM são mais propensos à deportação

Cerca de 83% dos indocumentados que compareceram perante um juiz no estado receberam ordens de deportação

Uma nova pesquisa revelou que a porcentagem de imigrantes deportados por juízes de imigração nos EUA caiu para 42%, uma tendência iniciada em 2009. Entretanto, a situação é diferente para os imigrantes no Novo México. Conforme o estudo divulgado pela Transactional Records Access Clearinghouse (TRAC), um grupo da Universidade Syracuse que analisa dados federais, 83% dos indocumentados no estado que compareceram perante um juiz de imigração foram ordenados deportados no ano fiscal que começou em outubro.

Até o momento no ano fiscal de 2016, 38 imigrantes no Novo México receberam ordens de deportação no tribunal de El Paso, enquanto outros 8 imigrantes foram permitidos permanecer nos EUA. Os dados revelaram um aumento nas deportações ao longo de 2015, quando 63% dos casos migratórios resultaram em deportações.

Entre outubro de 2015 e maio de 2016, juízes de imigração em todo o país emitiram 57.476 ordens de deportação, enquanto 78 mil imigrantes foram permitidos ficar. O TRAC calcula que até 30 de setembro, o final do ano fiscal atual, cerca de 86.200 pessoas que vivem nos EUA serão deportadas e 117 com casos migratórios nos tribunais serão autorizadas a ficar.

No ano fiscal de 2015, os imigrantes indocumentados enfrentavam 47% de possibilidade de serem deportados, com os juízes emitindo 92.513 ordens de deportação, revelou a análise do grupo. A deportação de imigrantes atingiu o nível máximo de 223.155 em 2005, ou seja, 80% dos casos migratórios.

Fonte: Brazilian Voice

Top News