Publicado em 23/08/2016 as 2:00pm

Trump lança propaganda eleitoral na TV e ataca imigrantes indocumentados

A propaganda associou a adversária Hillary Clinton (Democrata) aos problemas da imigração e às ameaças do Estado Islâmico.

Na sexta-feira (19) foi veiculada a primeira propaganda eleitoral do candidato republicano a Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump. Seguindo o mesmo estilo desde o início de sua candidatura, o bilionário atacou a comunidade imigrante e usou o espaço para falar sobre a segurança na fronteira e luta contra o terrorismo.

A propaganda associou a adversária Hillary Clinton (Democrata) aos problemas da imigração e às ameaças do Estado Islâmico. Usando o tema "Duas Américas: imigração", o comercial mostra Trump como um agente de mudanças e um protetor da pátria. Além disso, reforça preconceitos contra imigrantes e refugiados.

O locutor afirma que "nos EUA de Hillary Clinton, o sistema é manipulado contra os americanos". O áudio também evoca o aumento na admissão de refugiados e liga a delinquência aos imigrantes indocumentados. "Os EUA de Trump são o da segurança", fala.

Assim que a propaganda foi ao ar, a assessoria da campanha de Hillary disse que a candidata evidenciava que Trump "não demonstrou arrependimento" pelos seus comentários controversos, como o republicano sugeriu na quinta-feira. “Se alguém pensou, por uma fração de segundo, que Trump era genuíno sobre estar arrependido, ele está de volta para demonizar os imigrantes novamente em seu novo anúncio”, tuitou Brian Fallon.

As críticas foram corroboradas pelo comentarista político do “Washington Post” Greg Sargent, que chamou a produção de “feia e desonesta”.

— Na verdade, o novo anúncio é feito com precisamente o mesmo tipo de temas obscuros e conteúdo distópico, além de imagens que mostram imigrantes ilegais como invasores, que marcaram um dos primeiros anúncios nas primárias do partido.

O orçamento inicial do anúncio do magnata, que deve durar dez dias, é de US$ 4,8 milhões, segundo a campanha.

Fonte: Da redação