Publicado em 2/12/2016 as 10:00am

Senador republicano prepara projeto para proteger "DACA" no governo Trump

Senador republicano prepara projeto para proteger "DACA" no governo Trump

O senador Lindsey Graham, que enfrentou o presidente eleito Donald Trump nas primárias republicanas e depois se recusou a apoiá-lo quando o empresário ganhou a indicação, planeja desafiá-lo mais uma vez. O político afirmou que apresentará um projeto de lei que promoverá bloqueio a qualquer ação do novo presidente contra as ordens executivas assinadas pelo atual, Barack Obama.

Graham disse que vai proteger o Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA), programa que protege da deportação jovens que foram trazidos pelos seus pais, ilegalmente, aos Estados Unidos quando ainda eram crianças. O republicado ressaltou que o projeto visa preservar o status de quem foi agraciado com a lei de Obama, criada em 2012 através de ordem executiva.

Durante a campanha, Trump prometeu rescindir todas as ordens executivas do atual presidente em seu primeiro dia no cargo.

No início de novembro, vários deputados democratas pediram a Obama para perdoar cerca de 750 mil “dreamers” como uma forma de se certificar de que eles não vão enfrentar a deportação quando o novo presidente for empossado.

"Eu vou apresentar legislação com meus colegas democratas e meus colegas republicanos para que possamos manter o status legal dos jovens que se foram beneficiados pelo DACA", disse Graham aos repórteres na quarta-feira, dia 30 de novembro. "A ideia é que se você tem status legal hoje, você vai continuar a ter status legal no futuro", explicou.

Graham acredita que Congresso vai aprovar o seu projeto “esmagadoramente”. Político informou, ainda, que o senador Jeff Flake, republicano, está entre os que apoiam a legislação. "Se ele [Trump] revogar do DACA, então nós deveríamos aprovar imediatamente uma legislação para estender seu status legal. Estou disposto a fazer isso", disse ele. "Eu vou apoiar a legislação que manterá o status legal para essas crianças até que possamos encontrar uma correção para o problema", continuou.

Graham disse que o seu projeto pretende manter os jovens protegidos até que o Congresso possa promulgar uma reforma ampla nas leis de imigração.

Trump, inicialmente, prometeu deportar todos os 11 milhões de pessoas que vivem ilegalmente nos Estados Unidos, mas depois de eleito suavizou sua postura, dizendo que se concentraria apenas em criminosos, embora ele ainda planeja rescindir as ordens executivas de Obama.

Graham era um membro da chamada “Gang of Eight”, que escreveu o Development, Relief and Education for Alien Minors Act, um projeto de lei de reforma de imigração abrangente que foi aprovado pelo Senado mas rejeitado pela Câmara e deu origem ao rótulo DREAMers.

Fonte: Brazilian Times