Publicado em 27/12/2016 as 10:00am

Brasileiro disse que pagaria R$ 50 mil para entrar nos EUA

Lucirlei Carita, um dos dezenove que desapareceram em novembro, após terem, supostamente, deixado Bahamas de barco

O brasileiro Lucirlei Carita, um dos dezenove que desapareceram em novembro, depois de terem, supostamente, deixado as Bahamas em direção aos Estados Unidos, onde tentariam entrar ilegalmente, enviou um áudio para amigos antes da viagem. Nele, o homem explicava como seria o processo para conseguir chegar ao território americano. Lucirlei vivia em Palmas, Tocantins, e fez a viagem com a atual mulher, segundo informou ao G1 sua ex-mulher, Elineia Carvalho, que tem uma filha com o homem.

O Ministério de Relações Exteriores afirmou que até o momento não há informações sobre o “paradeiro desses cidadãos e tampouco sobre a embarcação que supostamente os levaria para os Estados Unidos”.

Leia a transcrição do áudio abaixo:

"Lá a gente vai tudo certinho pra Bahamas como turista. E aí tem um esquema que das Bahamas lá pra Miami você vai num iate de um cara, entendeu? Tudo meio escondido assim e tal e entra lá em Miami nos portos. Só que é R$ 50 mil por cabeça. Você paga R$ 50 mil por cabeça quando chegar lá, entendeu?

Eu vou chegar lá em Bahamas domingo aí tem um cara lá que já busca a gente no aeroporto. Eu vou ficar numa casa lá que tem wi-fi, tem comida, tudo bacana. Lá é nas Bahamas, no Caribe, é uma ilha que tem do lado dos Estados Unidos. Então eu vou ficar lá porque eles têm a hora certa de passar. Eles ficam esperando tal, tal quando der a hora certa a gente passa.

Então, eu vou passar aí em Araguaína meio rápido, visitar minha filha, minha vó e os parentes. Porque se eu conseguir entrar lá não sei quando é que eu volto. Não tenho uma data certa para volta. Um ano, dois anos, três anos, cinco anos, sabe?".

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br