Publicado em 30/01/2017 as 10:58pm

ICE prende 16 imigrantes em Milwaukee em operação contra criminosos

ICE prende 16 imigrantes em Milwaukee em operação contra criminosos

Dezesseis imigrantes criminosos foram presos na região de Milwaukee (Wisconsin) durante uma operação que durou dois dias, realizada nesta semana, por oficiais do U.S. Immigration and Customs Enforcement's (ICE) Enforcement e Removal Operations (ERO).

Esta operação, que foi concluída na quarta-feira (25), é o último esforço do ICE para priorizar a prisão e deportação de criminosos condenados que vivem ilegalmente nos Estados Unidos. O ERO recebeu uma assistência significativa durante esta operação da Divisão de Investigação Criminal (DCI, sigla em inglês) do Departamento de Justiça de Wisconsin e do Escritório do Xerife do Condado de Milwaukee.

Todos os 16 presos durante esta operação eram condenados por crimes cometidos nos EUA e estão dentro das prioridades estabelecidas pelo ICE. Os crimes incluem: agressão com arma mortal, lesão corporal grave, receptador de propriedade roubada, roubo, posse de drogas com a intenção de distribuir e condução embriagada. Dois já foram deportados anteriormente e dois têm ordens de deportação pendentes.

"Os oficiais do ICE estão focados em prender e remover criminosos condenados", disse Ricardo Wong, diretor do escritório do ERO em Chicago. "Quando localizamos, prendemos e deportamos os criminosos perigosos, melhoramos imediatamente a segurança pública na área de Milwaukee", continuou.

Todos os 16 presos são homens e oriundos do mexicanos. Foram feitas detenções nas seguintes comunidades de Wisconsin: Milwaukee (8), Waukesha (4) e uma prisão em Greenfield, New Berlin, Oconomowoc e Pewaukee. Todos permanecem sob custódia do ICE, exceto um que foi entregue à MCSO, com mandados de prisão pendentes.

No ano fiscal de 2016, a ICE realizou 240.255 deportações em todo o país. Noventa e dois por cento das pessoas retiradas do interior dos Estados Unidos haviam sido previamente condenadas por uma infração penal.

O ICE continua focado em uma aplicação inteligente e eficaz das leis de imigração que priorizam as ameaças à segurança nacional, à segurança pública e à segurança nas fronteiras.

Fonte: Brazilian Times