Publicado em 7/02/2017 as 10:04pm

Porta-voz do ICE nega batidas migratórias em Miami

O Departamento de Imigração e a Polícia de Miami Beach tentam acalmar imigrantes depois que rumores circularam no início do mês

Na manhã do dia 1, circularam rumores nas redes sociais e ruas de que o Departamento de Polícia de Miami Beach (MBPD) e o Departamento de Imigração (ICE) estavam realizando batidas para deter imigrantes indocumentados na cidade. A repórter Federica Narancio, do canal de TV Univision, foi até o local onde as supostas batidas estariam ocorrendo, mas não encontrou nenhuma evidência que comprovasse os rumores.

Segundo postagens nas redes sociais, assim como mensagens de texto, que puseram ativistas em sinal de alerta, as batidas estariam ocorrendo na Northeast Miami, entre a 56th Street e Biscayne Boulevard, e a esquina das ruas 73rd e Dickinson, em Miami Beach.

As autoridades de Miami Beach e o porta-voz do ICE, Nestor Yglesias, negaram os rumores. A Polícia de Miami Beach postou no Twitter a seguinte mensagem: “Contrário aos rumores que circulam, o MBPD confirmou com o Departamento de Segurança Interna (DHS) que não nenhuma operação migratória acontecendo em Miami Beach”.

Yglesias disse à Univision que a imagem que mostra vários ônibus que seriam usados para transportar os detidos era falsa. O canal de TV descobriu a mesma imagem utilizada em um artigo em 2014. Entretanto, uma coisa ficou clara na quarta-feira: Há medo na comunidade imigrante de Miami, onde mais de 66% da população hispânica.

“Lição do dia: Nossas comunidades estão em alto alerta e há o medo real do que está para acontecer. Nós devemos nos amar e proteger uns aos outros”, postou o Projeto de Justiça Comunitária no Twitter, um grupo de ativistas sediado em Miami (FL).

Semana passada, o prefeito de Miami-Dade, Carlos Giménez, pediu às penitenciárias do Condado para acatarem os pedidos feitos pelas autoridades federais de imigração, anulando a posição da região como “santuário”. A decisão do prefeito foi anunciada no dia seguinte ao Presidente Donald Trump assinar um decreto de lei que visa combater as cidades e condados santuários ao ameaçar cortar a verba federal para aqueles que continuarem a proteger os imigrantes indocumentados.

Fonte: Brazilian Times