Publicado em 28/03/2017 as 9:00pm

ACLU alerta para prisão de 'Dreamer' em Portland (OR)

ACLU alerta para prisão de 'Dreamer' em Portland (OR)

Um imigrante indocumentado foi preso por agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE), em sua casa em Portland (Oregon), no início de domingo (26). Segundo uma nota da American Civil Liberties Union (ACLU), Francisco J. Rodriguez Dominguez está sendo mantido em um Centro de Detenção ao noroeste de Tacoma (Washington).

Ele é um dos muitos imigrantes indocumentados trazidos para os Estados Unidos quando ainda eram crianças e que foram presos pelo ICE apesar da inscrição no programa Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA) de 2012.

O programa, lançado sob a administração Obama, concede a alguns imigrantes trazidos para os EUA quando crianças o alívio de deportação. O DACA não foi bloqueado pelo governo Trump, mas sob esta nova administração, porém, as autoridades federais estão se movendo para agredir agressivamente a imigração ilegal, expandindo ataques e deportações.

Um porta-voz da ICE confirmou a prisão e na noite de segunda-feira (27) confirmou que o imigrante havia sido libertado mediante pagamento de fiança.

"Os oficiais de deportação do ICE levaram Rodríguez sob custódia em 26 de março. Ele foi levado para a prisão com base em uma acusação, no mês de dezembro, por dirigir sob a influência de entorpecentes, uma ofensa que o ICE considera uma ameaça para a segurança pública", disse a porta-voz Rose Richeson.

A American Civil Liberties Union de Oregon disse que o imigrante foi preso sem um mandado.

Rodriguez Dominguez chegou aos Estados Unidos quando tinha 5 anos de idade, é natural de Morelia, no estado de Michoacan (México), de acordo com a nota da ACLU de Oregon. Ele trabalha para Latino Network, um grupo comunitário onde a gerenciar uma despensa de alimentos para famílias de baixa renda.

"Estamos todos muito tristes e desanimados", disse Lizzie Martinez, diretora de desenvolvimento e comunicação do grupo. "Acreditamos que ele ainda está detido".

Ela chamou a prisão de "dolorosa" e disse que quebrou a "promessa de 2012 feita aos beneficiários do DACA".

Fonte: Brazilian Times