Publicado em 14/06/2017 as 12:30pm

Brasileira pede ajuda para evitar deportação do pai

Britto foi preso após sair de audiência em um tribunal de Woburn (MA).

Brasileira pede ajuda para evitar deportação do pai Brito foi preso por agentes do ICE.

Na sexta-feira, dia 09, mais um brasileiro foi vítima das ações que agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) têm realizado nas saídas de tribunais. Em um vídeo feito por Tathyanno Dessa, a filha de um homem identificado por Britto, pediu ajuda da comunidade para livrar o pai da cadeia e evitar uma deportação.

Bastante emocionada, a filha contou que o pai trabalha na área de carpintaria, é bastante querido em sua comunidade, um bom pai, ótimo marido e excelente avô. “Quero ele livre para ficar perto de sua família. Estamos sofrendo muito”, disse.

O motivo da detenção, de acordo com os agentes, é que ele tinha já tinha sido deportado anteriormente e reentrou no país logo depois. De acordo com a filha, Britto chegou aos Estados Unidos pela primeira vez em 2002 e pouco tempo depois foi deportado. “Mas como ele buscava um sonho, resolveu voltar, mesmo sabendo do perigo que corria”, afirma.

Ela relata que no momento da prisão, Britto estava acompanhado da esposa e uma outra pessoa. Os agentes também checaram os documentos das duas, mas como não constava nada, elas foram liberadas. “Mas meu pai foi levado, acredito que por causa dele ter sido deportado e voltado”, fala. “Ele foi preso quando estava entrando no veículo”, continua.

A família ainda não sabe a real situação do brasileiro, mas um advogado já foi colocado no caso e em breve estará informando o que vai acontecer. “Nós só queremos uma chance de seguir com os nossos sonhos”, se emociona a filha.

Além de casado há nove anos, Britto tem dois netos, sendo uma menina de dois anos e um menino de seis anos.

A filha disse que há 12 anos não via o pai e que toda a família está sofrendo com a situação.

Como a detenção aconteceu repentinamente, a família não tem condições de arcar com as despesas, tanto de advogado quanto de possíveis taxas judiciais que possam surgir. Por isso, amigos estão organizando uma campanha para arrecadar o dinheiro para ajudar.

Quem quiser doar qualquer quantia pode acessar o link https://www.goo.gl/4XU4GL. O objetivo é arrecadar US$10 mil. “Quem não puder ajudar com doações, pode orar para que Deus conforte o coração da nossa família”, disse.

Fonte: Redação - Brazilian Times