Publicado em 14/06/2017 as 6:00pm

Imigrante assume assassinato de adolescente em Louisiana

Um homem que assumidamente matou um menino de 16 anos de idade, se declarou culpado das acusações diante de um Tribunal Federal no dia 07, em Baton Rouge (Louisiana).

Imigrante assume assassinato de adolescente em Louisiana Octavio admitiu que reentrou no pais após ter sido deportado

Um homem que assumidamente matou um menino de 16 anos de idade, se declarou culpado das acusações diante de um Tribunal Federal no dia 07, em Baton Rouge (Louisiana). De acordo com os documentos judiciais, Octavio Bringas-Posados, 50, será condenado por posse de arma de fogo, reentrar ilegalmente nos Estados Unidos depois de uma deportação e ter assassinado o adolescente.

O acusado e seu advogado, Mark Upton, não tinham um acordo judicial para apresentar à juíza Shelly Dick. Durante a audiência, a juíza disse que o imigrante poderá ser deportado. Ele respondeu, em espanhol, com a ajuda de uma intérprete que não tem mais planos de retornar aos EUA.

Octavio admitiu que reentrou no país após ter sido deportado, em 22 de março de 2012. Mas em 13 de março de 2017, Octavio estava em sua casa, na cidade de Baton Rouge, com Darius Plummes, 16 anos, que teria ido ao local com o filho do acusado.

Em determinado momento, Plummer foi baleado e morreu. Depois de atirar, o acusado teria se evadido do local. A polícia estadual de Louisiana o capturaram próximo à Interestadual 10, em Lake Charles, pouco menos de três horas depois do assassinato.

Durante o interrogatório, Octavio disse aos detetives que estava brincando com a arma quando ela disparou acidentalmente. Normalmente, os tribunais demoram 90 dias para dar a sentença.

Fonte: Redação - Brazilian Times