Publicado em 1/09/2017 as 10:00am

Advogado brasileiro comenta casos de imigrantes presos em NH

Nas últimas semanas, um dos assuntos mais comentados na mídia comunitária imigrante foram as...

Advogado brasileiro comenta casos de imigrantes presos em NH O advogado Danilo Brack pede para indocumentados evitarem dirigir em NH.

Nas últimas semanas, um dos assuntos mais comentados na mídia comunitária imigrante foram as prisões dos imigrantes indocumentados no estado de New Hamsphire. O Brazilian Times publicou vários alertas feitos por ativistas e registrou os casos envolvendo pessoas que não tinham antecedentes criminais e mesmo assim foram presas.

O Brazilian Times conversou, esta semana, com o advogado especializado em imigração, Danilo Brack. A reportagem procurou ouvir conselhos do profissional bem como sua opinião sobre o assunto.

Brack ressaltou que New Hampshire sempre foi um estado considerado conservador e delicado quando o assunto é imigração ilegal. “Esta não é a primeira vez que acontecem prisões deste tipo. Sempre houve casos de policiais locais entregando indocumentados para agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE)”, disse.

Para o advogado, a situação atual política apenas complicou estes casos, pois ficou mais difícil liberar um imigrante indocumentado que tem uma audiência pendente ou algum caso judicial. “O meu conselho é para que quem está em situação irregular evite dirigir em New Hamsphire e outros estados que têm o mesmo posicionamento”, fala.

O advogado também faz um alerta para que os indocumentados evitem grupos que atraiam a atenção das autoridades, tais como festas barulhentas, lugares onde ações de outros indivíduos podem exigir a presença de um policial, entre outros. “Infelizmente, essa é a situação atual e nossa oração é para que mude”, afirma. “Mas por enquanto, todo cuidado é pouco”, continua.

As pessoas que enfrentam problemas com a Imigração, pode entrar em contato com Danilo através do telefone (978) 453-7225. Ligue e marque uma consulta para saber qual a real situação do seu caso. “Nós queremos te ajudar”, finaliza.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News