Publicado em 6/10/2017 as 12:00pm

ICE prende 45 imigrantes em NY durante operação “Safe City”

Agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) Enforcement and Removal Operations (ERO) de...

ICE prende 45 imigrantes em NY durante operação “Safe City” A operação terminou com 45 imigrantes presos.

Agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) Enforcement and Removal Operations (ERO) de new York, prenderam 45 imigrantes durante uma operação que foi concluída no dia 27 de setembro. Denominada “Safe Community”, a ação teve como foco as cidades e regiões onde a agência de imigração são impossibilitados de ter acesso a prisões e tribunais.

Esta operação teve como alvos pessoas que violaram as leis de imigração, priorizando os imigrantes criminosos, membros de gangues e procurados pela justiça, bem como aqueles que reentraram no país depois de terem sido deportados. Indivíduos com o DACA válido não estavam na lista, de acordo com as autoridades.

“As operações que visam a aplicação da lei, como esta, devem tranquilizar a sociedade e o ICE está empenhado em promover a segurança pública em primeiro lugar”, disse Thomas R. Decker, diretor do escritório decampo do ERO em New York. “Nossa nação tem uma história linda e orgulhosa de imigração, mas também somos uma nação governada por leis especificamente destinadas a proteger os seus cidadãos e moradores. Aqueles que vierem para os EUA a fim de se arrumar encrencas com os vizinhos, brigas nas ruas, cometer crimes, entre outros, saibam que serão processados por isso e os enviaremos aos seus países de origem”, continuou.

O diretor interino do ICE, Thomas Homan, disse que as jurisdições denominadas santuários para imigrantes e que não honram com os pedidos de custódia emitidas pela agência, permitindo o acesso à prisões e tribunais, criam um imã para a imigração ilegal. “Como resultado, somos obrigados a dedicar mais recursos para realizar as prisões em grande escala nestas comunidades”, acrescenta.

De acordo com ele, o objetivo do ICE é construir relacionamentos cooperativos e respeitosos com os parceiros na aplicação da lei para ajudara impedir que imigrantes criminosos e perigosos sejam liberados e voltem às ruas. “As políticas de não cooperação prejudicam severamente esse esforço em detrimento da segurança pública”, disse.

Entre os 45 detidos e levados sob custódia pela agência de imigração, 30 tem condenações criminais, 18 são fugitivos da imigração, 4 foram deportados anteriormente e 23 são imigrantes com ordem final de deportação.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News