Publicado em 3/11/2017 as 1:00pm

Dono de posto de combustível em Milwaukee é acusado de tráfico humano e trabalho escravo

Agentes federais relataram que o proprietário dos postos de combustíveis da região de...

Dono de posto de combustível em Milwaukee é acusado de tráfico humano e trabalho escravo Harshinder Shinda Bhatia.

Agentes federais relataram que o proprietário dos postos de combustíveis da região de Milwaukee forçou uma imigrante da Índia a trabalhar em seus negócios e se manter relações sexuais, enquanto controlava o passaporte dele.

Harshinder "Shinda" Bhatia, de 58 anos, de Brookfield, enfrenta três acusações, além de abrigar um imigrante para ganho financeiro, trabalho forçado com abuso sexual agravado e escravidão com posse dos documentos. As acusações representam possíveis sentenças que vão de cinco anos até perpétua.

De acordo com a acusação: De setembro de 2009 a abril de 2011, Bhatia sabia que a mulher - identificada apenas como L.F. - estava nos Estados Unidos ilegalmente e a ajudou a permanecer no país enquanto se aproveitou do status ilegal da imigrante. Ele abusou fisicamente dela.

Uma das acusações conta que Bhatia "conscientemente destruiu, escondeu, removeu, confiscou e possuiu” o passaporte da mulher, para limitar a sua fuga e forçá-la a continuar trabalhando para ele.

Bhatia fez sua primeira audiência na semana passada e não teve fiança estipulada depois de aceitar entregar o seu passaporte.

Fonte: Redação - Brazilian Times