Publicado em 20/11/2017 as 1:00pm

Brasileiro é liberado pela Imigração em Burlington (MA)

Nivaldo Oliveira é morador de Danbury e foi preso por agredir a namorada.

Em Outubro de 2016, na cidade de Danbury (Connecticut), o mineiro Nivaldo Oliveira, 33 anos, ficou dois dias preso por agredir a namorada. Ele foi solto após pagar uma fiança no valor de US$1,050 e estava respondendo ao processo em liberdade. Frequentava escolinhas que visavam controlar o lado agressivo dele e foi a todas as audiências marcadas.

Mas na quinta audiência, ele foi surpreendido com a presença de agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) que estavam no local para levá-lo sob custódia para o centro de detenção para imigrantes em Burlington (Massachusetts). Essa detenção aconteceu em setembro deste ano e durante estes dois meses, o mineiro lutava para evitar uma deportação.

Em um vídeo que está circulando as redes socais, produzido pelo jornalista Lucio China Souza, o mineiro que nasceu em Patos, disse que “estes foram dos dois piores meses de sua vida”. Ele relata que não conseguia se alimentar direito, não dormia e ficou o tempo inteiro pensando em sua vida. “Eu achava que tudo estava perdido. Quando eu vi as algemas no meu braço, os agentes e levando, isso me angustiava muito”, se emociona.

O mineiro também denuncia que ficou com a garganta inflamada e os agentes não lhe davam remédio. “Estes últimos dias eu estava queimando em febre e cheguei a perguntar se eles não tinham Deus no coração”, continua.

Neste sábado, dia 18, o sofrimento chegou ao fim e finalmente o brasileiro conseguiu a liberdade condicional. No vídeo não ficou claro como aconteceu a libertação, bem como as condições. Também não foi mencionado se Nivaldo deve retornar para uma audiência de imigração.

Agora, em liberdade, o mineiro só pensa em recomeçar a vida e mudar seu comportamento em relação ao incidente que o levou a quase ser deportado. “Eu só tenho a falar para pessoas que bebem, batem em mulheres que isso não leva a nada. Vivam a sua vida, pois você só saberá o que é sofrer quando estiver realmente trancado em uma cadeia”, afirma.

De acordo com o vídeo, Nivaldo é considerado pelo seu patrão como um dos melhores funcionários, trabalhador e honesto. “Agora, depois deste susto é recomeçar e fazer diferente”, finaliza.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News