Publicado em 5/01/2018 as 12:00pm

Motel forneceu informações de hóspedes ao ICE

O Procurador-geral de Washington, Bob Ferguson abriu um processo contra o Motel 6 na...

Motel forneceu informações de hóspedes ao ICE Motel 6 é um dos mais conhecidos no país e estaria entregando indocumentados para o ICE.

O Procurador-geral de Washington, Bob Ferguson abriu um processo contra o Motel 6 na quarta-feira (03), alegando que o estabelecimento estaria fornecendo informações privadas de seus hóspedes para autoridades federais de imigração.

Ferguson disse que os funcionários do motel que tem franquias em várias partes do país, divulgaram nomes, datas de nascimento, número da carteira de motorista, placa do veículo e quarto onde eles estavam hospedados. De acordo com a denúncia, informações de pelo menos nove mil nomes foram repassadas aos agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE).

O Procurador ressaltou que os agentes não tinham mandados para obter estas informações.

O processo, apresentado ao Tribunal Superior do Condado de King, disse que as ações dos funcionários do motel - tudo na região de Puget Sound - violaram a lei estadual de proteção ao consumidor.

O Supremo Tribunal de Washington estabeleceu que as informações de registro de hóspedes são privadas, de acordo com Ferguson, “e o Motel 6 violou a lei cada vez que forneceu os dados ao ICE”.

Conforme um e-mail enviado pela direção empresa, em setembro, o Motel 6 emitiu uma diretiva para cada uma das mais de 1.400 filiais, deixando claro que elas estão proibidas de fornecer, voluntariamente, a lista de hóspedes para o ICE.

O Procurador Bob Ferguson.

"O Motel 6 leva esse assunto muito a sério, e nós continuaremos a cooperar plenamente com o Ministério Público do Estado," acrescentou a nota.

O escritório do Procurador-geral começou a investigar o caso depois que relatórios de notícias do Arizona informaram que trabalhadores do Motel 6, em dois locais de Phoenix, forneceram informações de hóspedes para agentes da imigração.

Em setembro, Antonia Farzan, repórter do Phoenix News Times, conseguiu divulgar provas de que funcionários do motel estavam passando informações pessoais dos hóspedes para as autoridades federais.

O repórter com tou como descobriu a história: “Nós recebemos uma pista de de que isso estava acontecendo, começamos a conversar com os advogados de imigração locais e continuamos ouvindo das pessoas que isso era uma realidade que acontecia com frequência. Os advogados realmente não sabiam o que estava por trás, mas que eles continuavam a ver as pessoas serem apanhadas no Motel 6. Então, nesse ponto, nos voltamos para os registros judiciais e conseguimos confirmar que havia um sistema padrão acontecendo aqui. E descobrimos que pelo menos 20 pessoas foram apanhadas pelo ICE em dois locais do Motel 6 em Phoenix".

De acordo com o Procurador em Washington, pelo menos seis hotéis no estado estariam fornecendo suas listas de hóspedes para o ICE e, pelo menos, seis pessoas suspeitas de estar ilegalmente no país foram detidas quando se hospedaram em unidades do Motel 6.

Ferguson disse que seu escritório está investigando se outras 15 unidades do Motel, que operam como franquias, divulgaram informações privadas para as autoridades federais.

Fonte: Redação - Brazilian Times