Publicado em 10/01/2018 as 9:00am

ICE mantém decisão de deportar padrasto de criança paraplégica

O pequeno Ricky Solis é cidadão norte-americano e ficou paralisado da cintura para baixo após um acidente de trânsito em fevereiro de 2017.

ICE mantém decisão de deportar padrasto de criança paraplégica Sandra e o pequeno Ricky esperam que o ICE mude sua decisão

Enquanto as mídias sociais e pessoas em todo os Estados Unidos debatiam uma história de deportação polêmica, Yancarlos Mendez recebeu na segunda-feira (08) um aviso oficial que acabou com todas as suas esperanças.

Uma carta emitida pelo Immigration and Customs Enforcement (ICE) foi entregue a Nazly Mamedova, advogada do imigrante que reside no subúrbio de Cincinnati, em Ohio. “O seu pedido de suspenção da deportação foi cancelado”, escreveu o diretor-adjunto do escritório do ICE na região, Robert Lynch.

O mecânico de automóveis, de 27 anos de idade, é o único provedor financeiro e um dos dois cuidadores médicos trainados do filho de sua noiva. Ricky Solis, que agora tem seis anos de idade, ficou paralisado da cintura para baixo após um acidente de automóvel em fevereiro passado, em Farfield (OH). O menino é cidadão dos Estados Unidos e filho de Sandra Mendoza.

Mendez permanece sob custódia federal da imigração, no Condado de Morrow County, ao norte de Columbus. Ele e sua noiva falaram brevemente no telefone na tarde de segunda-feira com um jornal norte-americano The Enquirer. “Ele me disse que ele está preocupado porque vão deportar muitas pessoas esta semana", disse ela. "Eu estou muito triste. Mas ele me disse que me ama. Ele ama Ricky. Ele disse que Ricky é seu filho e que estaremos juntos novamente como uma família. Ele disse que é sua oração para Deus. Ele está orando muito".

Yancarlos Mendez e o pequeno Ricky

Ela ainda não contou ao filho a notícia porque não sabe o que dizer.

O fato de Mendez ter permanecido no condado de Morrow durante o fim de semana - já que o ICE afirmou ao The Enquirer, na sexta-feira (05) que rejeitou seu apelo da suspensão de deportação por um ano - deu a esperança de que a agência federal revertia a decisão. Mas não foi isso que aconteceu. "Sem mudanças", disse o porta-voz do ICE, Khaalid Walls, em um e-mail enviando ao jornal.

O imigrante será enviado para a República Dominicana, onde nasceu, de acordo com as informações de sua advogada. Ele também tem cidadania espanhola, onde foi criado.

Mesmo que a ordem de deportação seja assinada, a advogada disse que a sua equipe vai "lutar pela libertação do imigrante até ele estar no avião". Ela disse que o Senador Sherrod Brown, da Ohio, está tentando ajudar a garantir a liberação de Mendez.

A história sobre a decisão do ICE em avançar com a deportação de Mendez foi um dos assuntos mais comentados nas redes sócias, neste final de semana, e atraiu a atenção nacional.

Quando se tornou pública, milhares de pessoas se propuseram a ajudar Mendoza e surgiram ofertas para pagar as contas de aluguel e utilidades públicas dela. Dezenas procuraram os jornais para saber como ajudar financeiramente a família e como se opor ao ICE.

A advogada de Mendoza, Nazly Mamedova, disse que os cheques com doações podem ser enviados em nome de Sandra Mendoza Calmo para o seu escritório de advocacia, Wanglaw, localizado no 6924 Plainfield Road, Cincinnati OH 45236. Mamedova também pode ser contatada através do telefone (513) 793-7776.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News