Publicado em 1/02/2018 as 9:00am

Imigrante atira em mulher branca em comercial de legislador republicano na Flórida

Locutor diz que mulher é atingida por imigrante que deveria ser deportado, mas foi protegido por cidade santuário. Vídeo de Richard Corcoran, possível candidato a governador, foi condenado por defensores de direitos humanos.

Imigrante atira em mulher branca em comercial de legislador republicano na Flórida Cena do vídeo divulgado pelo legislador republicano Richard Corcoran (Foto Reproducao- Youtube - Watchdog PAC)

Um legislador republicano da Flórida lançou nesta semana um comercial de televisão em que um homem com aparência de um "imigrante ilegal" atira em uma mulher branca, um vídeo condenado por defensores de direitos humanos, que o consideraram "imprudente" e "degradante".

O anúncio (assista abaixo) mostra um homem de pele morena, barba por fazer e a cabeça coberta por um capuz que efetua um disparo - não fica claro se resultado de um assalto ou um homicídio - em uma mulher branca.

"Uma mulher leva um tiro de um imigrante ilegal que deveria ser deportado, mas foi protegido por uma cidade santuário", anuncia o locutor. "Isso poderia acontecer com qualquer família, em qualquer lugar".

"Sob a minha vigilância, a Flórida nunca se tornará um estado santuário", diz no final do vídeo o presidente da Câmara de Representantes da Flórida, Richard Corcoran, que, segundo especulações, se candidatará ao governo em novembro deste ano.

Washington quer acabar com as chamadas cidades ou estados "santuário", como a Califórnia, por exemplo, onde as autoridades se negam a apontar os imigrantes em situação irregular ao governo federal para sua deportação. A Flórida, entretanto, não é um estado santuário.

Mónica Russo, presidente do sindicato de trabalhadores SEIU, classificou o anúncio de 28 segundos como uma "tentativa imprudente de difundir o pânico".

"Este vídeo segundo o qual qualquer um poderia morrer pelas mãos de um imigrante sem documento não só é enganoso como é extremamente perigoso. Se alguém precisa do ódio e do medo para perseguir seus próprios interesses, essa pessoa não pode ter um papel de liderança em Tallahassee (capital da Flórida)", acrescentou Russo.

A ABC informou que o anúncio será transmitido no canal conservador Fox do centro da Flórida, uma área preponderantemente republicana.

Organizações de defesa dos imigrantes denunciam um aumento de deportações indiscriminadas na Flórida.

Fonte: Por France Presse

Top News