Publicado em 14/02/2018 as 2:00pm

Imigrante pede ajuda da polícia e acaba nas mãos do ICE

Wilson Rodriguez Macarreno e sua família ouviram um intruso em sua casa. Então ele chamou a...

Imigrante pede ajuda da polícia e acaba nas mãos do ICE Wilson não espera ser preso pelo ICE ao pedir ajuda da polícia.

Wilson Rodriguez Macarreno e sua família ouviram um intruso em sua casa. Então ele chamou a polícia para ajudar. Cerca de uma hora depois, ele estava sob custódia do Immigration and Customs Enforcement (ICE).

A detenção de Rodriguez gerou, na quinta-feira (08), ondas de revolta no subúrbio de Tukwila, em Seattle, e agora está recebendo atenção nacional dos defensores da imigração, advertindo que a forma como as autoridades trataram o caso pode fazer assustar os imigrantes e impedir que eles chamem a polícia para denunciar crimes.

No começo da manhã de quinta-feira, Rodríguez viu alguém invadindo sua propriedade em Tukwila. Nas últimas semanas, alguém tentou repetidamente entrar em sua casa e em seu carro, de acordo com relatos. Então, ele chamou o 911.

A polícia que chegou à cena prendeu um intruso, de acordo com o advogado de Rodríguez, Luis Cortes.

Mas os oficiais algemaram o imigrante depois que ele lhes deu sua identificação para o que pensava ser "objetivo do relatório", de acordo com o advogado. Os oficiais viram que Rodríguez tinha um mandado quando colocaram suas informações no banco de dados do National Crime Information Center.

Menos de uma hora depois de fazer a ligação sobre a invasão, Rodriguez começou a enfrentar um futuro incerto, pois ele foi conduzido para um escritório do ICE em Seattle para iniciar o processo de deportação.

Seu advogado disse que o ICE não foi pegar o seu cliente, então a polícia de Tukwila se ofereceu para levá-lo ao escritório da agência de imigração.

A polícia disse ao The Seattle Times que eles não tinham uma provável causa para prender o intruso. "Como em cada incidente, estabelecemos a identidade dos envolvidos", disse o departamento de polícia em uma publicação no Facebook, explicando porque colocou a informação de Rodriguez no banco de dados.

Em uma acusação separada, o departamento disse que "os oficiais acreditavam que estavam executando uma ordem válida de um juiz sob a forma de um mandado criminal".

Na realidade, os oficiais executaram um mandado administrativo do ICE.
Jorge Barón, diretor executivo do Northwest Immigrant Rights Project, disse que os mandados do ICE são um grande problema. "Se os imigrantes começaram a pensar que quando for denunciar um crime, o policial poderá acionar o ICE, eles ficarão com medo”, disse. “Desta forma, testemunhas de crimes podem deixar de ajudar em investigações”.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News