Publicado em 11/06/2018 as 11:00am

Entregador de pizza detido pelo ICE ganha direito de ficar "temporariamente" nos EUA

Na edição passada, o Brazilian Times relatou o drama vivido pela família do imigrante Pablo...

Entregador de pizza detido pelo ICE ganha direito de ficar Manifestantes pediam a liberdade de Pablo.

Na edição passada, o Brazilian Times relatou o drama vivido pela família do imigrante Pablo Villavicencio, que foi preso no dia 1 de junho pelo Immigration and Customs Enforcement (ICE) quando entregava pizza no Fort Hamilton, no Brooklyn, uma base militar em New York. Ele estava acostumado a fazer entregas no local, mas no dia de sua prisão, havia guardas diferentes que exigiram mais documentação dele e ainda acionaram os agentes federais de imigração.

Mas após a história se tornar notícia nacional, centenas de ativistas e lideranças políticas e religiosas entraram na briga e exigiram a liberdade do imigrante, que é casado com uma cidadã dos Estados Unidos e tem dois filhos nascidos neste país.

Diante da polêmica, uma juíza federal bloqueou temporariamente a deportação de Pablo, que tem a vida ameaçada caso seja enviado para o Equador, de acordo com informações judiciais. A magistrada Alison Nathan garantiu a permanência até o dia 20 de julho, e o imigrante permanecerá sob custódia do ICE até que seu caso vá a um tribunal.

Os advogados da Sociedade de Assistência Jurídica (LAS, sigla em inglês) conseguiram a estada temporária de Pablo depois de uma audiência no tribunal federal de Manhattan, no sábado (09).

"Por favor, faça a coisa certa com o meu marido", disse sua esposa Sandra Chica, no início da semana passada.

O imigrante indocumentado, natural do Equador, foi preso sob a acusação de ter um mandato de deportação emitido contra ele no ano de 2010.

"Ele está tentando ficar aqui, buscando o caminho legal. Não o interrompam de buscar o seu sonho, não o leve para longe de nós", disse Chica.

De acordo com a CBS New York, ele é pai de duas crianças e tem um processo aberto para a obtenção do Green Card.

O governado de NY, Gov. Andrew Cuomo, pediu às autoridades federais do Departamento de Segurança Interna (DHS, sigla em inglês) para investigar o caso, dizendo que as recentes detenções levantam questões legais significativas.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News