Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 6/02/2019 as 9:00am

ICE critica autoridades de NY por ignorar pedidos de custódia e liberar imigrantes perigosos

Agentes do Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE, sigla em inglês), em New...

ICE critica autoridades de NY por ignorar pedidos de custódia e liberar imigrantes perigosos ICE alega que liberar imigrantes criminosos ameaça a sociedade.

Agentes do Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE, sigla em inglês), em New York, anunciaram recentemente que prenderam 35 estrangeiros indocumentados que as “cidades santuários” liberaram de suas custódias.

A agência de imigração envia pedidos de custódia de imigrantes que são presos sob acusações criminais e sujeitos a deportação, mas as jurisdições de cidades santuários rotineiramente ignoram estes pedidos e liberam os detentos.

"O sucesso desta operação é um resultado direto do compromisso total dos homens e mulheres dedicados do ICE", disse Thomas R. Decker, diretor de escritório de campo da Enforcement and Removal Operations (ERO) em New York.

“Apesar dos obstáculos significativos que o ICE enfrenta devido às políticas perigosas criadas pelas jurisdições locais, que impedem a cooperação entre a agência de imigração e a polícia local, o ICE continuará a dedicar todos os esforços para proteger os cidadãos e aplicar a lei federal de imigração”, continuou.

Segundo ele, quando o ICE descobriu que cidades santuários estavam ignorando os pedidos de custódia durante uma missão de cinco dias que levou à prisão de 118 estrangeiros indocumentados em New York, Long Island e no Hudson Valley.

Dos 118 estrangeiros detidos, 107 tinham condenações criminais ou acusações a espera de julgamento. Além disso, 55 imigrantes desobedeceram a ordem de deixar os Estados Unidos ou retornaram ao país depois de serem deportados.

O ICE removeu das ruas muitos imigrantes perigosos com condenações criminais por agressão, abuso sexual infantil, violações de posse de armas e muito mais.

A agencia prendeu um homem equatoriano de 44 anos que foi condenado por tentativa de agressão sexual contra duas meninas com menos de 8 anos de idade. Ele foi condenado a 10 anos de liberdade condicional e liberado.

O ICE também prendeu um cidadão dominicano de 23 anos que foi indiciado por estupro de terceiro grau contra uma criança. O Departamento de Polícia de NY libertou-o, apesar da agência de imigração ter emitido um pedido de custódia contra ele em resposta às acusações criminais e ao status de imigração ilegal.

Fonte: Redação Braziliantimes