Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 6/02/2019 as 6:00pm

ICE prende comediante em viagem de ônibus

Mohanad Elshieky foi detido por agentes de imigração mesmo mostrando a carteira de motorista de Oregon e permissão de trabalho.

ICE prende comediante em viagem de ônibus “Eu nunca me senti tão mal como me sinto hoje”, postou Mohanad Elshieky no Twitter

Um comediante residente em Oregon e que retornava para casa depois de uma apresentação em Washington foi detido no interior de um ônibus da empresa Greyhound e interrogado; mesmo estando legalmente nos EUA. “Eu nunca me senti tão mal como me sinto hoje”, postou Mohanad Elshieky, de 27 anos, natural da Líbia, no Twitter. “Eu nunca imaginei que teria que passar por isso”.

O incidente também levantou perguntas sobre que tipo de documentos os imigrantes legais devem portar com eles para provarem o status no país. Elshieky disse que entrou nos EUA através de um visto de estudante internacional em 2014. Neste mesmo ano, quando a guerra civil assolou a cidade natal dele Benghazi e o afetou pessoalmente, ele aplicou para asilo. Em outubro de 2018, a aplicação dele foi aceita.

Ele voltava para casa em Portland depois de uma apresentação em Pullman (Wash.), no domingo (27), e pegou um ônibus em Spokane, quando 2 agentes do Departamento de Imigração (ICE) pergunta-lhe se ele era cidadão dos EUA.

“Eu disse, ‘sou um cidadão da Líbia”, relatou. “Eles responderam, ‘OK’ venha conosco”.

Depois de tirá-lo do ônibus, os agentes perguntaram sobre a documentação dele, disse Elshieky. Ele respondeu que possuía uma carteira de motorista válida de Oregon e a permissão de trabalho nos EUA. O documento é emitido pelo Departamento de Serviços Migratórios & Cidadania (USCIS) o qual refugiados e imigrantes mostram a seus empregadores. O comediante acreditava que a permissão de trabalho fosse mais que suficiente para comprovar o status migratório dele, mas os agentes disseram-lhe que não.

“Os ilegais arrumam isso o tempo todo”, disse um dos agentes.

Mohanad relatou que um dos agentes perguntou se ele tinha uma cópia do documento de aprovação de asilo, uma carta de 3 páginas com um cartão grande da Patrulha da Fronteira (CBP) grampeado à ela. Ele respondeu que tinha tal documento em casa. Os agentes fizeram uma ligação e passaram os dados da permissão de trabalho. Pouco tempo depois, um deles disse que não haviam registros do pedido dele de asilo.

“Eu disse, ‘e a permissão de trabalho; ela é válida ou não?” Perguntou o comediante ao agente. “Ele não respondia”.

Elshieky não sabia o que fazer, então, ameaçou telefonar para o advogado de imigração dele e um dos agentes ordenou que ele tirasse as mãos dos bolsos. “Nada daquilo fazia sentido”, relatou.

Eventualmente, os agentes devolveram-lhe a carteira de motorista e permissão de trabalho e disseram-lhe para que tivesse os “papéis” dele na próxima vez. “O que significa nada, pois eu fiz isso e eles disseram que era falso”, relatou.

Através de um porta-voz, o CBP descreveu o incidente como um mal-entendido: “Todos os imigrantes acima de 18 anos devem portar documentos provando que eles estejam legalmente nos EUA e nem a carteira de motorista ou permissão de trabalho satisfazem essa exigência”.

Os documentos de asilo do comediante “teriam resolvido a situação rapidamente”, acrescentou. (Fonte: Brazilian Voice)

Fonte: Brazilian Voice