Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 11/03/2019 as 12:00pm

Imigrante com antecedentes criminais ataca agente da Patrulha da Fronteira com lâmina de cortador de grama

Uma agente da Patrulha da Fronteira dos Estados Unidos foi ferida na semana passada,...

Imigrante com antecedentes criminais ataca agente da Patrulha da Fronteira com lâmina de cortador de grama Autoridades investigam possível ligação de imigrantes com gangue.

Uma agente da Patrulha da Fronteira dos Estados Unidos foi ferida na semana passada, supostamente, atacada por um imigrante indocumentado com um registro criminal "extenso". O caso aconteceu enquanto a oficial estava em patrulha na fronteira sul, de acordo com as autoridades.

A agente, que não foi identificada, atuava pela estação de Patrulha de Fronteira em Calexico (Califórnia) e estava perto da divisa, no dia 04, quando, de acordo com oficiais, foi atacada por Josue Gomez-Reyes, de 33 anos.

De acordo com as informações, o mexicano se aproximou da agente, que estava dentro de sua viatura, por volta das 8:15 am, lançando uma lâmina de um cortador de grama no lado do motorista do carro.

A janela quebrou e a agente foi sofreu ferimentos em seu rosto e braço, causados pela lâmina e vidro quebrado. Ainda assim, disseram autoridades, mesmo machucada, ela perseguiu o suspeito.

Outros agentes se juntaram na perseguição, resultando na prisão de Gomez-Reyes.

Gloria I. Chavez, chefe da Patrulha, classificou o incidente de “inaceitável” em comunicado de imprensa emitido no dia seguinte. "Nossa agente foi emboscada por um membro de gangue com uma longa história criminal aqui nos Estados Unidos, enquanto ela cumpria fielmente seus deveres como agente da lei", disse.  "Sempre que uma pessoa opta por atacar um agente da Patrulha da Fronteira, saiba que está enfrentando um profissional altamente treinado e que, uma vez preso, estas pessoas serão processadas em toda a extensão da lei".

Gomez-Reyes, que estava nos EUA ilegalmente, tem um extenso registro de imigração e criminalidade, de acordo com o comunicado da Partulha de Fronteira. As autoridades estão investigando possíveis ligações com gangues.

Fonte: Redação BrazilianTimes