Publicado em 26/02/2008 as 12:00am

Com lista de problemas, Raúl Castro estréia como presidente

Raúl Castro iniciou nesta segunda-feira sua Presidência de Cuba com uma grande lista de problemas a serem resolvidos sobre a nova mesa no Palácio da Revolução.

HAVANA (Reuters) - Raúl Castro iniciou nesta segunda-feira sua Presidência de Cuba com uma grande lista de problemas a serem resolvidos sobre a nova mesa no Palácio da Revolução.O general de 76 anos foi escolhido no domingo como novo chefe de Estado em substituição ao irmão Fidel, que ficou quase meio século no poder. Raúl substituía Fidel interinamente desde que o líder adoeceu, em julho de 2006.
"Eleito Raúl presidente do Conselho de Estado. Mandato do povo a esta Legislatura: continuar fortalecendo a Revolução", foi a manchete no site do Granma, o jornal oficial.
A rádio estatal repetiu pela manhã desta segunda-feira o discurso de Raúl ao Parlamento, no qual falou sobre modernizar o Estado e revigorar a economia.
Durante o governo interino, Raúl Castro promoveu um debate sobre os problemas do país. O diagnóstico, que abrange desde a perda de poder aquisitivo à deterioração da educação e da saúde públicas, já está em suas mãos.
"Os problemas que temos não são poucos nem fáceis de resolver, mas estão claramente identificados...Agora se trata de achar solução para eles de maneira inteligente, gradual e sem improvisos", afirmou o Trabajadores, revista da Central de Trabalhadores de Cuba.
APOIO DOS BISPOS
A Conferência de Bispos Católicos de Cuba saudou a estabilidade na ilha e expressou seu "voto de confiança" em Raúl Castro.
"Nossa oração se eleva...(para que) o Conselho de Estado e seu novo presidente tenham a luz...para levar adiante com decisão estas medidas transcendentais que sabemos que devem ser progressivas, mas que possam começar a satisfazer desde já os anseios e inquietudes expressas pelos cubanos", disseram os bispos católicos em comunicado.
Raúl Castro governará com José Machado Ventura, um veterano líder comunista de linha-dura, como primeiro vice-presidente dos conselhos de Estado e de Ministros.
O Executivo cubano inclui vários generais e dirigentes históricos da revolução de 1959 e incorpora também mais mulheres e líderes relativamente jovens.

Fonte: (MSN.COM.BR)