Publicado em 8/05/2008 as 12:00am

Brasileiros terão de fazer prova de inglês para jogar futebol na Inglaterra

De acordo com novas regras de imigração baseadas em um sistema de pontos, os atletas terão de demonstrar conhecimento da língua inglesa antes de obter vistos de trabalho com duração de até três anos.

De acordo com novas regras de imigração baseadas em um sistema de pontos, os atletas terão de demonstrar conhecimento da língua inglesa antes de obter vistos de trabalho com duração de até três anos.

"Esses profissionais precisarão falar inglês de nível básico", diz o documento do governo britânico ao qual à BBC Brasil teve acesso. "Isso inclui capacidade para entender e usar expressões e frases do dia-a-dia, saber se apresentar, perguntar e responder sobre informações pessoais."

"Isso inclui capacidade para entender e usar expressões e frases do dia-a-dia, saber se apresentar, perguntar e responder sobre informações pessoais."

Em entrevista a jornalistas britânicos na terça-feira, o secretário britânico de Imigração, Liam Byrne, disse que o governo pensou "seriamente" em eximir jogadores sul-americanos e africanos das novas regras, mas decidiu inclui-los.

"Muitos deles terão condições de contratar um bom professor de inglês", disse o secretário. Esposas e namoradas estão livres da exigência, acrescentou Byrne.

Profissionais qualificados

As novas regras não serão aplicadas aos profissionais que já estão na Grã-Bretanha - só do Brasil, são mais de dez - e só vão afetar os que serão trazidos por clubes ingleses a partir da segunda metade do ano, quando a nova lei entra em vigor.

A medida faz parte de um novo programa, introduzido em fevereiro, que divide os imigrantes em cinco categorias e exige que eles atinjam uma determinada pontuação, baseada em suas habilidades e potenciais benefícios para a economia do país, para ter o direito de trabalhar na Grã-Bretanha.

Os jogadores de futebol, junto com profissionais da área de saúde, comerciantes, entre outros, estão incluídos na segunda categoria, que reúne "profissionais qualificados" com propostas de trabalho na Grã-Bretanha.

Segundo o governo britânico, esses trabalhadores terão de provar "seus talentos e experiência profissional" e serão admitidos no país por certo período de tempo "para preencher uma carência de profissionais em uma determinada área".

As regras referentes à primeira categoria, que inclui "imigrantes altamente qualificados", já começaram a vigorar.

Imigrantes deste nível que desejam entrar ou permanecer no país, sem uma proposta de trabalho, têm de atingir 75 pontos para conseguir o visto. A pontuação é concedida de acordo com o nível educacional, conhecimentos de inglês, renda e idade.

Empresários, cientistas, investidores, pessoas com mestrado e doutorado cursados fora ou dentro da Grã-Bretanha estão incluídos nesta categoria.

Outra exigência também já introduzida pelas autoridades britânicas estipula que empregadores que ofereçam trabalho a ilegais terão de pagar multa de 10 mil libras (cerca de R$ 33,2 mil) por cada trabalhador em situação irregular.

Fonte: (BBC)