Publicado em 30/05/2008 as 12:00am

Brasileiro é condenado em Portugal por matar bebê a socos

O brasileiro Robi Gomes Galvão, 22 anos, foi condenado nesta terça-feira, pelo Tribunal de Albufeira, em Portugal, à pena de 14 anos e seis meses de prisão pelo homicídio qualificado de uma criança de 2 anos

O brasileiro Robi Gomes Galvão, 22 anos, foi condenado nesta terça-feira, pelo Tribunal de Albufeira,  em Portugal, à pena de 14 anos e seis meses de prisão pelo homicídio qualificado de uma criança de 2 anos, ocorrido 13 de setembro de 2006, na casa onde a família morava, na Galé.

Segundo o jornal Correio da Manhã, a menina Angelina tinha dois anos e foi morta "com pelo menos três socos no abdômen", desferidos por Robi, que devia cuidar dela. Ele era irmão do namorado da mãe dela.

A Justiça comprovou que o rapaz estava jogando videogames, na sala, e que a criança começou a chorar. Incomodado com o choro, que o impedia de jogar em paz, agrediu-a. Angelina vomitou e ele deu-lhe banho e deitou-a, semi-inconsciente, no sofá. E voltou a jogar. A menina morreria horas depois, no Hospital Central de Faro. A autópsia revelou "múltiplas lesões traumáticas", às quais sobreveio enfarte agudo do miocárdio.

Ao jornal Correio da Manhã, o juiz Carlos Espírito Santo disse que foi uma violência extrema e inexplicável. Os órgãos foram comprimidos até à coluna, frisou ele.

O tribunal levou em conta o arrependimento e o sentimento de culpa evidenciado pelo réu, mas considerou-o imputável.

Fonte: (O Globo)