Publicado em 7/08/2008 as 12:00am

Polícia portuguesa libera reféns de assalto a banco

Os dois funcionários do banco Espírito Santo, em Lisboa, Portugal, mantidos reféns por toda a tarde de quinta-feira (7) foram libertados pela polícia.

Os dois funcionários do banco Espírito Santo, em Lisboa, Portugal, mantidos reféns por toda a tarde de quinta-feira (7) foram libertados pela polícia.

Depois de uma tentativa de assalto, dois bandidos armados – que, segundo a imprensa portuguesa, eram brasileiros – mantiveram seis pessoas cativas. Quatro foram soltas. O gerente e o subgerente do banco, no entanto, seguiram na mira dos assaltantes por oito horas, enquanto a polícia tentava negociar.

Por volta das 23h (19 horas de Brasília), os assaltantes levaram os reféns até a porta do banco, com as mãos atadas e as armas apontadas às suas cabeças. Mas quando soaram dois disparos de origem desconhecida, os reféns conseguiram sair correndo e a polícia se lançou em direção aos bandidos.

Segundo o jornal português “Diário Digital”, um dos bandidos foi morto por um policial atirador e o outro está gravemente ferido. O sub-comissário da polícia portuguesa, José André, disse por telefone ao G1 que tudo leva a crer que os bandidos eram brasileiros, mas ainda não foram confirmados os nomes e nacionalidades dos dois.

A imprensa local noticiou que os assaltantes têm “origem brasileira e entre 20 e 30 anos”.

Fonte: (Da Redação)