Publicado em 4/09/2008 as 12:00am

Prefeito de Detroit admite ter mentido à Justiça e renuncia

O prefeito de Detroit, Kwame Kilpatrick, 38, admitiu que é culpado das acusações de perjúrio relacionadas às investigações de um escândalo e renunciou ao cargo nesta quinta-feira, nos Estados Unidos

O prefeito de Detroit, Kwame Kilpatrick, 38, admitiu que é culpado das acusações de perjúrio relacionadas às investigações de um escândalo e renunciou ao cargo nesta quinta-feira, nos Estados Unidos. Se o acordo feito entre ele e a promotoria for cumprido, Kilpatrick passará quatro meses na prisão e pagará US$ 1 milhão aos cofres públicos.

Os problemas de Kilpatrick começaram em março passado, quando vieram a público algumas mensagens que revelaram o caso extraconjugal que ele manteve, entre 2002 e 2003, com a chefe de seu gabinete, Christine Beatty, 37. Kilpatrick quando Beatty negaram o caso perante a Justiça, e ambos acabaram acusados de perjúrio e de obstrução da Justiça.

Quando apresentou a acusação, a promotoria pediu a condenação de Kilpatrick a 15 anos de prisão. As duas partes, então, fizeram um acordo. Caso o documento seja cumprido, no dia 28 de outubro próximo, Kilpatrick será condenado a quatro meses de prisão e cinco anos de liberdade condicional. Na condicional, ele terá que pagar a multa milionária e ficará proibido de assumir um cargo público. Kilpatrick deverá ainda devolver sua licença para advogar.

No total, Kilpatrick respondeu a dez acusações, em dois casos diferentes.

Kilpatrick deixa o cargo de prefeito, efetivamente, daqui duas semanas. O presidente do Conselho de Detroit, Ken Cockrel, irá assumir a prefeitura.


Fonte: (Folha Online)