Publicado em 23/02/2009 as 12:00am

Menino foi indiciado como adulto na Pensilvânia

Garoto de 11 anos acusado de matar grávida pode pegar prisão perpétua. Ele é acusado de matar uma mulher de 26 anos com um tiro na sexta-feira , 20.

 

O garoto de 11 anos acusado de matar uma grávida de 8 meses nos Estados Unidos foi indiciado como adulto. Isto significa que ele terá que responder à acusação por duplo assassinato (da moça e da criança que ela estava esperando) como uma pessoa maior de 18 anos.

A lei da Pensilvânia, onde ocorreu o crime, diz que qualquer pessoa maior de 10 anos acusada de assassinato é indiciada como um adulto, informa a rede de TV CNN. Caso seja condenado, ele pode pegar uma pena máximo de prisão perpétua, segundo a promotoria.

A polícia afirma que o menino matou Kenzie Marie Houk, que seria noiva do pai dele, com um tiro na cabeça dentro do quarto dela.

O crime aconteceu na manhã de sexta-feira (20) em Wampum, a cerca de 50 quilômetros de Pittsburgh, na Pensilvânia.

Os policiais disseram ainda que uma filha de 4 anos de Kenzie, de 26 anos, encontrou o corpo da mãe na sexta-feira no quarto dela e foi ela quem chamou a polícia.

Segundo a imprensa americana, a mulher era noiva do pai do garoto. E diz ainda que o menino teria cometido o assassinato por volta das 8h da manhã de sexta-feira e depois foi pegar o ônibus escolar ao lado de uma das filha de Kenzie.

“É algo que você não pensaria nem em seu pior pesadelo”, afirmou o promotor local John Bongivengo para a CNN.

Fonte: (G1)