Publicado em 25/03/2009 as 12:00am

Americano que confessou crime "no leito de morte" é preso ao se recuperar

Um americano que confessou um assassinato por pensar que estava morrendo, foi preso depois que melhorou de saúde

Um americano que confessou um assassinato por pensar que estava morrendo, foi preso depois que melhorou de saúde. James Brewer pode ser condenado à pena de morte pelo assassinato de um vizinho, em 1977.

Convencido de que estava à beira da morte após sofrer um derrame, ele confessou o assassinato de Jimmy Carrol, então com 20 anos de idade."Ele quis limpar sua alma", disse o detetive Tony Grasso, que escutou a confissão.

Sedução

Em 1977, Brewer foi preso e acusado do assassinato de Carrol, mas, enquanto estava sob liberdade condicional, fugiu do Estado do Tennessee e se mudou para Oklahoma. Ele mudou seu nome para Michael Anderson e passou a viver com a esposa na cidade de Shawnee. Os dois se tornaram membros ativos da igreja local, onde criaram um grupo de estudos da Bíblia.

Mas após sofrer o derrame, Brewer ligou para a polícia, no começo do mês. Detetives disseram que Brewer admitou ter matado Carroll por pensar que o jovem tentava seduzir sua esposa.

 

Fonte: (G1)