Publicado em 5/06/2009 as 12:00am

Tia de Obama desmente que desejaria voltar para terra natal

Uma parente de Zeituni Onyango, afirmou ontem que a tia do presidente Obama pretendia retornar para o Kenia. A advogada de Zeituni desmentiu a notícia, dizendo que a keniana considera os EUA o seu lar

 

Após boato de que estaria planejando retornar ao Kenia, a  tia de Obama , Zeituni Onyango, que atualmente enfrenta um processo de deportação, desmentiu o fato e afirmou que pretende continuar vivendo nos EUA.

 Mike Rogers, um porta-voz da sua advogada, disse que ' Onyango nunca teve a intenção de voltar para seu país' e que o processo judicial para mantê-la legal no país continua.

Esse foi mais um fato que acompanha a obscura tragetória da tia de Barack Obama, e que ganhou notoriedade no último ano, à época da campanha presidencial norte-americana, quando os jornais noticiaram que ela estaria vivendo ilegalmente em Boston.

Zeituni, que recentemente completou 57 anos, disse que atualmente se mudou da habitação pública onde foi encontrada residindo na época. Independente dos seus planos, ela disse que pretende afirmar na sua próxima audiência de imigração, a ocorrer no dia 4 de Fevereiro, que deseja continuar em Boston.

“ Se Deus quiser , eu vou estar lá. Não sou vidente, melhor deixar tudo para Deus decidir” afirmou ela, segundo a sua porta-voz.

Na manhã de ontem, um parente no Kenia disse para um grupo de jornalistas americanos que Onyango estaria retornando em breve para o país. Questionada sobre a declaração do parente, a tia de Obama perguntou : ` Como ela poderia saber isso? Eu não quero que ninguém saiba se vou pro céu ou pro inferno, são problemas meus e só interessam a mim” afirmou.

Para David Santos, um porta-voz da US Citizenship and Immigration Services, que poderia conceder a Onyango permissão para viajar enquanto seu caso continua pendente, recusou-se a comentar o assunto, citando regras de privacidade.

Segundo a keniana, a América é o seu lar. “ A minha jornada aqui ainda não acabou” teria dito ela em comunidade passado pelo seu porta-voz.

Ela afirma que pretende escrever um livro sobre seu irmão, Barack Obama Sr, pai do presidente, do qual foi retratado com um homem brilhante, saindo da vida humilde para estudar na Harvard University. Sr. Obama morreu em um acidente automobilístico em 1982.

Fonte: (Da redação)