Publicado em 3/05/2010 as 12:00am

Talebans paquistaneses assumem autoria de atentado em NY

O grupo Taleban, do Paquistão, reivindicou na tarde deste domingo (2) a autoria do atentado fracassado em Times Square, uma das regiões mais movimentadas de Nova York (EUA),

 

O grupo Taleban, do Paquistão, reivindicou na tarde deste domingo (2) a autoria do atentado fracassado em Times Square, uma das regiões mais movimentadas de Nova York (EUA), segundo informações da agência AP (Associated Press). Um carro com material explosivo foi encontrado pela polícia na rua 45 (entre a 7ª e a 8ª avenidas) na noite de sábado (1º), e o esquadrão antibombas foi acionado para desarmar o artefato. Ninguém ficou ferido.

Em um vídeo de um minuto publicado em um site islâmico, o grupo diz que o ataque é uma retaliação à morte do líder Baitullah Mehsud, além das mortes de outros líderes da Al Qaeda no Iraque.

Imagens dos militantes mortos são mostradas no vídeo, em que uma voz não identificada faz a narração e há legendas em inglês.

O vídeo foi descoberto neste domingo pelo SITE Intelligence Group, grupo norte-americano que monitora sites de militantes.

Autoridades norte-americanas ainda não se pronunciaram sobre esta nova informação.

Investigações intensificadas

A polícia de Nova York e o FBI (polícia federal norte-americana) intensificaram neste domingo (2) as investigações sobre o episódio do carro-bomba na Times Square. O assunto vem sendo tratado pelas autoridades norte-americana como uma tentativa de ato terrorista.

O veículo, um Nissan Pathfinder escuro, que estava estacionado na rua 45 (entre a 7ª e a 8ª avenidas), foi guinchado na manhã deste domingo e levado a um instituto de perícia no Queens (bairro da região nordeste), onde está sendo analisado. O material encontrado dentro do carro (três recipientes com propano e outros dois com gasolina, assim como fogos de artifício de consumo doméstico, dois relógios, cabos e outros materiais) também está sendo observado.

Além disso, o prefeito de Nova York, Michael Bllomberg, insistiu que estão sendo revisadas todas as câmeras de segurança que existem na área, e lembrou que é muito provável que nas próximas horas alguém entre em contato com as autoridades dizendo que viu a pessoa ou as pessoas que abandonaram o veículo por volta das 18h30 (hora local, 19h30 em Brasília) do sábado.  "Não temos nem ideia de quem fez isto nem por que", reconheceu Bloomberg mais cedo, em entrevista coletiva.

Fonte: (Associated Press)