Publicado em 9/02/2011 as 12:00am

Agência caça pedófilos norte-americanos fora dos EUA

Agentes especiais norte-americanos caçam turistas sexuais na Ásia e já trouxeram mais de 80 supostos pedófilos de volta aos EUA para enfrentar a justiça.

Numa iniciativa que visa a protecção de crianças contra predadores sexuais norte-americanos, incluindo os que actuam fora das fronteiras dos Estados Unidos da América, agentes especiais, a operar no sudeste asiático, já conseguiram trazer mais de 85 supostos turistas sexuais de volta ao país para enfrentar a Justiça.

Conforme explica a BBC, por trás destas operações asiáticas de detecção e captura de predadores sexuais, está a agência ICE (Immigration and Customs Enforcement), integrada no Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos, com sede em Washington. "Não pensem que o simples facto de comprarem uma passagem de avião para sair dos EUA e ir para um país com menos capacidades de investigar e julgar (predadores sexuais) vão ser capazes de escapar à justiça", disse John Morton, director da ICE.

É que se um cidadão norte-americano for apanhado a molestar crianças no estrangeiro, a agência estará no local com o único propósito de colocar o suspeito num avião para que seja julgado nos EUA. Esta medida foi tomada pelas autoridades norte-americanas porque muitos países asiáticos, que são destinos privilegiados de turismo sexual, não são considerados fiáveis.

As prisões do Camboja, por exemplo, estão cheias de pedófilos estrangeiros, mas a maioria acaba por receber sentenças menores e que podem facilmente ser evitadas se o pedófilo tiver dinheiro para pagar à polícia e aos juízes.

Desde que o Protect Act - a legislação de protecção à criança - entrou em vigor nos Estados Unidos, há sete anos, mais de 85 turistas sexuais já foram trazidos de volta ao país. As operações da ICE no estrangeiro, são sempre articuladas com as polícias e cidadãos locais.



Fonte: (www.dn.pt)