Publicado em 6/07/2011 as 12:00am

Boeing prevê encomendas de aviões de US$ 150 bi na Índia

O mercado de aviões comerciais da Índia deve alcançar US$ 150 bilhões em 20 anos, afirmou a Boeing nesta quarta-feira, em meio à expectativa de que a crescente classe média daquele país impulsione a demanda na terceira maior economia da Ásia.

O mercado de aviões comerciais da Índia deve alcançar US$ 150 bilhões em 20 anos, afirmou a Boeing nesta quarta-feira, em meio à expectativa de que a crescente classe média daquele país impulsione a demanda na terceira maior economia da Ásia.

As companhias aéreas indianas possuem encomendas que totalizam US$ 40 bilhões, à medida que a economia com crescimento de quase 9% está incentivando viagens de negócios e a classe média, acostumada a viajar de trem, opta cada vez mais por viagens aéreas.

A Índia, segunda economia com crescimento mais acelerado do mundo, deve manter esse ritmo, impulsionando tanto o mercado de viagens aéreas quanto o de transporte aéreo de cargas, disse o presidente da Boeing na Índia, Dinesh Keskar, em comunicado publicado no site da empresa. A previsão é de que a demanda de passageiros na Índia apresente crescimento anual de 8,1% a longo prazo, ante crescimento global de 5,1%, afirmou a Boeing.

Com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, a Índia possui apenas 300 aeronaves. Em contrapartida, a China, da qual também se espera crescimento surpreendente, tem 1.400 grandes jatos para 1,3 bilhão de pessoas. A maior companhia privada indiana, a Jet Airways, a estatal Air India e a companhia de baixo custo SpiceJet somam mais de US$ 12 bilhões de dólares encomendas a serem entregues.

A demanda por novas aeronaves na Índia "é movida pelo crescimento de cidades em desenvolvimento e emergentes, demanda de companhias aéreas de baixo custo e necessidade de substituir a frota antiga", disse Keskar. A Índia deve adquirir até 1.320 novos aviões até 2030, enquanto a demanda global deve ser de 33.500 aeronaves no período, segundo a Boeing.

Fonte: terra.com.br