Publicado em 29/07/2011 as 12:00am

Microsoft pressiona pela aprovação da Reforma Imigratória

Presidentes de grandes corporações de tecnologia como a Microsoft, afirmam que uma reforma imigratória pode propiciar mais empregos e expansão no setor

Em meio a discussões sobre o orçamento e a contenção da dívida pública norte-americana, a Câmara Federal de Deputados está ocupada por outra tarefa. Analisar um relatório que aponta os benefícios econômicos da Reforma Imigratória e que agora conta com uma forte base de apoio, presidentes e CEO’s de grandes corporações de tecnologia como a Microsoft, que afirmam que uma reforma iria beneficiar a economia e propiciar mais empregos para os americanos, ao contrário do que pensam os opositores da causa.

O conselheiro-geral da Microsoft, Brad Smith,  afirmou em conferência realizada na Câmara Federal nessa semana, que a reforma poderia facilitar imigrantes altamente qualificados de atender à demanda do mercado de tecnologia e ajudar o país a crescer e criar outros postos de trabalho. “Os EUA não são somente o local de escolha de estudantes da Ásia, para cursos de ciência e engenharia. Se nosso sistema de Imigração causar uma redução no número de estudantes internacionais que se matriculam em nossas instituições de ensino superior, vamos reduzir drasticamente nossa capacitação em pesquisa, inovação,  e crescimento da economia” afirmou David Skorton, Presidente da Cornell University.

Skorton explica que não há profissionais americanos qualificados suficientes para atender a demanda do setor chamado de STEM ( Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática), e que é preciso  trabalhar na facilitação da concessão de residência permanente para esses estudantes no país, e a aprovação de projetos como o Dream Act, que beneficia imigrantes talentosos e dedicados, que podem contribuir com o país que lhes acolheu.

Durante a audiência sobre Imigração, o prefeito de Uvalda, na Geórgia, também testemunhou, se dizendo preocupado com as consequências economômicas do recente pacote de leis aprovado no estado. “Os imigrantes que trabalham no setor de Agricultura movimentam quase $7 bilhões na economia da Georgia” afirmou ele.

Foto – arquivo

O conselheiro-geral da Microsoft, Brad Smith, afirmou que a companhia iniciou campanha em favor da reforma imigratória

Fonte: (da redação)