Publicado em 1/08/2011 as 12:00am

Mulher celebra divórcio tatuando 85% de seu corpo, e quer tatuar o resto

A inglesa Jacqui Moore, 41, cobriu 85% do seu corpo com tatuagens em comemoração ao seu divórcio e a um novo capítulo em sua vida, segundo reportagem do tabloide britânico "The Sun".

A inglesa Jacqui Moore, 41, cobriu 85% do seu corpo com tatuagens em comemoração ao seu divórcio e a um novo capítulo em sua vida, segundo reportagem do tabloide britânico "The Sun".

Ela, que mora em Oxford, no Reino Unido, e tem dois filhos, se separou do marido Martin em 2003 e ficou tão feliz com sua recém-encontrada liberdade que queria marcar o momento com uma tatuagem normal, mas mudou de ideia ao conhecer um novo amor.

"No momento em que entrei no estúdio de arte conheci Curly e nos apaixonamos", conta. "Curly" é o tatuador Andreas Moore, 45, que fez aquela única tatuagem normal se transformar em uma gigantesca arte que demorou oito anos para ficar pronta.

As únicas partes de seu corpo sem desenhos são a axila esquerda, a perna direita e a maior parte do rosto. As libélulas, tarântulas e flores aplicadas por Curly não foram cobradas e estima-se que o serviço poderia ter chegado a mais de R$ 34 mil.

Ela se sente orgulhosa das tatuagens e planeja preencher os 15% restantes de seu corpo.

Sua filha de 21 anos, Kristi, não está muito feliz com a mudança radical da mãe. "Mas como ela tem duas tatuagens não pode argumentar muito comigo", relata Jacqui.

A inglesa Jacqui Moore, 41, cobriu 85% do seu corpo com tatuagens em comemoração ao seu divórcio e a um novo capítulo em sua vida, segundo reportagem do tabloide britânico "The Sun".

Ela, que mora em Oxford, no Reino Unido, e tem dois filhos, se separou do marido Martin em 2003 e ficou tão feliz com sua recém-encontrada liberdade que queria marcar o momento com uma tatuagem normal, mas mudou de ideia ao conhecer um novo amor.

"No momento em que entrei no estúdio de arte conheci Curly e nos apaixonamos", conta. "Curly" é o tatuador Andreas Moore, 45, que fez aquela única tatuagem normal se transformar em uma gigantesca arte que demorou oito anos para ficar pronta.

As únicas partes de seu corpo sem desenhos são a axila esquerda, a perna direita e a maior parte do rosto. As libélulas, tarântulas e flores aplicadas por Curly não foram cobradas e estima-se que o serviço poderia ter chegado a mais de R$ 34 mil.

Ela se sente orgulhosa das tatuagens e planeja preencher os 15% restantes de seu corpo.

Sua filha de 21 anos, Kristi, não está muito feliz com a mudança radical da mãe. "Mas como ela tem duas tatuagens não pode argumentar muito comigo", relata Jacqui.

Ela, que mora em Oxford, no Reino Unido, e tem dois filhos, se separou do marido Martin em 2003 e ficou tão feliz com sua recém-encontrada liberdade que queria marcar o momento com uma tatuagem normal, mas mudou de ideia ao conhecer um novo amor.

"No momento em que entrei no estúdio de arte conheci Curly e nos apaixonamos", conta. "Curly" é o tatuador Andreas Moore, 45, que fez aquela única tatuagem normal se transformar em uma gigantesca arte que demorou oito anos para ficar pronta.

As únicas partes de seu corpo sem desenhos são a axila esquerda, a perna direita e a maior parte do rosto. As libélulas, tarântulas e flores aplicadas por Curly não foram cobradas e estima-se que o serviço poderia ter chegado a mais de R$ 34 mil.

Ela se sente orgulhosa das tatuagens e planeja preencher os 15% restantes de seu corpo.

Sua filha de 21 anos, Kristi, não está muito feliz com a mudança radical da mãe. "Mas como ela tem duas tatuagens não pode argumentar muito comigo", relata Jacqui.

Fonte: UOL.COM.BR