Publicado em 24/06/2012 as 12:00am

Candidato da Irmandade Muçulmana vence eleições presidenciais

Mohammed Mursi venceu o segundo turno das eleições contra Ahmed Shafiq, ex-primeiro ministro de Hosni Mubarak

Mohammed Mursi venceu o segundo turno das eleições contra Ahmed Shafiq, ex-primeiro ministro de Hosni Mubarak

O candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi venceu as eleições presidenciais no Egito com 51% dos votos, anunciou a Comissão Eleitoral neste domingo (24/06). Milhares de manifestantes esperaram pelos resultados na emblemática Praça Tahrir no Cairo.

O segundo turno das eleições presidenciais no Egito foi disputado por Mohammed Mursi, da Irmandade Muçulmana, e Ahmed Shafiq, ex-primeiro ministro de Hosni Mubarak, sem filiação partidária.

Durante o primeiro turno, realizado no último mês de maio, Mursi foi ligeiramente o candidato mais votado, com 24,8% contra os 23,7% de Shafiq.

As eleições presidenciais deste ano são as primeiras desde a queda do ditador Mubarak em fevereiro de 2011. O Conselho Militar que assumiu o controle do país após o fim do regime se comprometeu a entregar o cargo da presidência ao vencedor das eleições até o dia 30 de junho.

No entanto, uma série de decisões tomadas pelo Conselho durante o processo eleitoral coloca em dúvida o futuro político do Egito.

Às vésperas do pleito presidencial (14/06), a Junta Militar dissolveu o Parlamento egípcio, eleito democraticamente em novembro de 2011, assumiu o controle do poder legislativo do país e restaurou a lei marcial dos tempos da ditadura, que permite prisões arbitrárias. Os militares também emitiram decreto que amplia os poderes das Forças Armadas e reduz os da Presidência logo após o fim da votação no dia 17 de junho.

Fonte: uol.com.br