Publicado em 4/10/2012 as 12:00am

Obama perdeu o primeiro round, dizem analistas

No palco do primeiro debate presidencial dos Estados Unidos, televisionado de Denver na noite desta quarta-feira, o presidente Barack Obama apareceu abatido e não conseguiu rebater as críticas do adversário. O republicano Mitt Romney, no entanto, se reinv

No palco do primeiro debate presidencial dos Estados Unidos, televisionado de Denver na noite desta quarta-feira, o presidente Barack Obama apareceu abatido e não conseguiu rebater as críticas do adversário. O republicano Mitt Romney, no entanto, se reinventou enquanto candidato, mostrando que pode ser simpático e que tem um plano para governar o país. Tudo indica aos especialistas, tanto os democratas quanto os republicanos, que Barack Obama perdeu este primeiro debate.

Para Brian Darling, pesquisador sênior da Fundação Heritage, uma organização historicamente conservadora, Mitt Romney venceu porque agiu de forma presidencial. O republicano se apresentou confiante e sorrindo, ao contrário de Barack Obama, que parecia cansado e teve falas longas e ás vezes desconexas. "Quando o desafiador aparece tão bem ao lado do atual presidente, não há dúvidas de que ganhou o debate", acredita.

Logo no começo Mitt Romney já foi melhor ao responder como iria diminuir o desemprego, que continua com índice de 8.1%. O seu plano é investir em cinco pontos: energia, educação, equilíbrio do orçamento, apoio às pequenas empresas e comércio com a América Latina. "Ao listar um programa específico ele rebateu as críticas que vinha recebendo de que é evasivo na sua campanha", afirma.

O candidato republicano também compensou a imagem que tem na mídia de ser um político distante do povo e pouco flexível. Ele citou diversas conversas que tem tido com o publico durante a sua campanha e lembrou situações no seu governo em Massachusetts quando trabalhou com pessoas do partido oposto. "Esse foi um ataque direto ao Obama, que não tem conseguido fazer isso no seu governo", diz.

Até mesmo Trevor Burrus, associado do Instituto Cato, que tem uma tendência de esquerda liberal em Washington D.C., concorda que Barack Obama perdeu este round. Para ele, o erro foi a estratégia do presidente de se dirigir ao público ao invés de falar diretamente com Mitt Romney. "As pessoas querem ver um debate e não um discurso de campanha, e foi isso que Obama apresentou", acredita.

Ele lembra, no entanto, que para Barack Obama é mais difícil se defender das acusações nos debates, já que está na presidência há quatro anos, e por isso pode ser culpado pelos problemas do país. "Ele nem sequer respondeu algumas das alegações de Romney, como o fato que 30 milhões de pessoas dependem do vale-refeição distribuído pelo governo. Não respondeu porque simplesmente é verdade", lamenta.

Formato do debate teve falhas

O debate teve um formato um tanto inusitado, com seis segmentos - três dedicados à economia e os outros ao sistema de saúde, papel do governo e como governar - mas sem perguntas específicas. Cada candidato era convidado a falar sobre as diferenças entre os seus planos em cada tema. E isso fez o evento ficar monótono, segundo Cristian Robey, diretor político do centro para Pesquisa em Mídia em Washington D.C.

Fonte: terra.com.br