Publicado em 29/04/2013 as 12:00am

Premiê da Síria sai ileso após atentado contra comboio

Ataque deixou ao menos 6 mortos e 15 feridos em Damasco. Um dos mortos era um acompanhante do primeiro-ministro Wael al Halqi.


O primeiro-ministro da Síria, Wael al Halqi, saiu ileso nesta segunda-feira (29) de um atentado contra seu comboio no centro de Damasco, onde morreu um de seus acompanhantes, segundo a televisão oficial do país.

A emissora acrescentou que pelo menos seis pessoas morreram e 15 ficaram feridas após um "ataque terrorista", registrado no bairro de Al Meze, perto do jardim de Ibn Rushd.

Vários veículos ficaram queimados no local do ataque e muitos tiveram os vidros quebrados. A polícia isolou a região.

O presidente do Observatório Sírio de Direitos Humanos, Rami Abderrahman, disse por telefone à Agencia Efe que o atentado foi realizado com um carro-bomba e que um dos acompanhantes do primeiro-ministro morreu.

Segundo a emissora estatal, o atentado aconteceu perto de um jardim e de uma escola de Mazzeh, uma bairro da zona oeste da capital síria, que conta com um rígido sistema de segurança e que abriga várias embaixadas, prédios do governo e a sede dos serviços de inteligência.

Não é a primeira vez que se registra um atentado na capital contra responsáveis do regime.

No dia 18 de julho do ano passado, uma brigada rebelde promoveu um atentado contra a sede da Segurança Nacional em Damasco, em um ataque no qual deixou sem comando a cúpula da defesa síria.

Al-Halaqi foi nomeado em 9 de agosto de 2012, em substituição ao primeiro-ministro Riad Hijab, que abandonou o regime em protesto contra a repressão da rebelião popular iniciada em março de 2011.

Fonte: www.globo.com