Publicado em 22/05/2013 as 12:00am

Brasileiros relatam medo e vontade de ajudar após tornado em Oklahoma

Quatro jovens falaram ao G1 sobre estradas fechadas e bairros devastados. Grande tornado matou 24 e devastou região em Oklahoma City.

Medo, impotência e desespero em ajudar. É o que contaram ao G1 quatro brasileiros que moram em Oklahoma e que, na hora do tornado, estavam escondidos. Três deles se refugiaram no subsolo da capela da universidade.

Um enorme tornado de mais de 2 quilômetros de diâmetro passou pelo estado de Oklahoma na segunda (20). O estrago foi enorme, com milhares de casas dizimadas, pelo menos 24 mortos e mais de 300 feridos.

“Tem muita gente desesperada porque perdeu seus familiares ou que ainda não os localizou e, ainda, tem pessoas que perderam tudo o que tinham”, conta Felipe Lopez, natural de Foz do Iguaçu.

Felipe mora na cidade de Norman, a pouco mais de oito quilômetros da cidade de Moore, subúrbio de Oklahoma City, que foi praticamente dizimada pela tempestade de segunda (20).  Quando voltava do trabalho para sua casa depois da tragédia, ele conta que viu quarteirões inteiros destruídos, hospitais, centros de compras e várias escolas. “A situação aqui é muito grave, não sobrou nada. Agora, só se vê bombeiros e equipes de resgate trabalhando sem parar para ajudar as vítimas e possíveis soterrados”.  


Fonte: www.globo.com