Publicado em 28/05/2013 as 12:00am

Suspeito de ataque em Londres recebe alta e é levado para delegacia

Um dos principais suspeitos do ataque que terminou com a morte de um militar britânico em Londres recebeu alta do hospital nesta terça-feira, seis dias após a ação.

Michael Adebowale, 22, é um dos homens presos pela polícia após a morte de Lee Rigby, 25, a facadas em Woolwich, na quarta (22).

Britânico de origem nigeriana, Adebowale aparece no vídeo em que Michael Adebojalo, 28, assume o homicídio. O último aponta como motivo a participação do Reino Unido nas guerras do Afeganistão e no Iraque.

Ao sair da unidade de saúde, ele foi preso em uma delegacia de polícia de Londres, onde deverá prestar depoimento. Ele será acusado pelos agentes de homicídio doloso contra um militar, o que é interpretado como um agravante pela lei britânica.

Os dois suspeitos se converteram ao islamismo há mais de dez anos e participaram de organizações radicais islâmicas proibidas no Reino Unido. O soldado, que serviu no Afeganistão em 2008, foi morto com golpes de faca e um cutelo.

Após voltar do país asiático, Rigby entrou na banda militar do cerimonial da família real britânica e tocava instrumentos de percussão. Nascido em Manchester, o militar era casado e pai de um filho de dois anos.

Desde o início das investigações, dez pessoas foram presas acusadas de ter relação com o crime. Michael Adebowale, Michael Adebojalo e um homem não identificado continuam presos. Outros três foram liberados por falta de provas e cinco saíram da prisão após pagamento de fiança.

Fonte: www.uol.com