Publicado em 22/06/2013 as 12:00am

ONG protesta contra homicídios com 500 bolas de futebol em Copabacana

ONG protesta contra homicídios com 500 bolas de futebol em Copabacana

Rio de Janeiro, 22 jun (EFE).- Centenas de bolas de futebol foram colocadas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, neste sábado, por uma ONG que luta contra a violência para representar os 500 mil homicídio que aconteceram no país nos últimos dez anos.

As 500 bolas de futebol, cada uma pintada com uma cruz vermelha, foram exibidas pela ONG Rio da Paz, que é conhecida pelos protestos inusitados, para os banhistas e turistas que passavam por Copacabana até o meio-dia, quando foram chutadas simultaneamente ao ar para que fossem recolhidas por crianças de uma favela do Rio, para as quais foram doadas.

Segundo o presidente da Rio da Paz, Antonio Carlos Costa, o protesto também se soma às manifestações convocadas pela internet e que apenas na quinta-feira reuniram mais de 1,2 milhão de brasileiros em diversas cidades para reivindicar por melhorias na saúde e educação.

"O Brasil tem que oferecer saúde e educação de excelência", afirmou Costa ao exigir que o Governo construa hospitais e escolas de qualidade tão rigorosa como a exigida pela Fifa para os estádios construídos para a Copa que o país sediará em 2014.

Uma das críticas dos manifestantes é contra os altos custos do Governo na organização do Mundial de 2014.

"As manifestações só terminarão quando os governantes apresentarem soluções. A sociedade não aceita a construção de estádios magníficos enquanto as escolas e os hospitais permanecem em condições precárias", segundo o militante.

Os protestos começaram na semana passada em São Paulo, exclusivamente contra o aumento das tarifas de transporte público, mas ganharam outras reivindicações, como maiores investimentos na saúde e a educação pública, e críticas contra a corrupção e os investimentos na Copa.

Fonte: www.uol.com