Publicado em 17/07/2013 as 12:00am

Jovens brasileiros esperam apoio do Papa e descartam protestar na JMJ

Jovens brasileiros esperam apoio do Papa e descartam protestar na JMJ

RIO DE JANEIRO, 17 Jul 2013 (AFP) - Jovens que protestaram por mais investimento em saúde e educação esperam que o papa Francisco, com sua forte mensagem a favor dos pobres, apoie suas demandas durante sua visita ao Rio, e descartam aproveitar o evento para retomar os protestos.

"As manifestações têm um caráter social e protestar por justiça, contra a corrupção e os abusos é uma virtude do Evangelho", declarou à AFP Tanat Resende (22), estudante de direito e católico, que participou dos históricos protestos que, em junho, reuniram mais de um milhão de jovens em várias cidades do Brasil.

Os manifestantes pediam mais dinheiro para reformar os sistemas de transporte, educação e saúde e penas maiores para políticos e empresários corruptos, em vez de estádios para o Mundial de futebol de 2014.

"É perfeitamente razoável que o Papa apoie estas causas", acrescentou Resende, que duvida que sua visita durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) - de 23 a 28 de julho no Rio de Janeiro - seja aproveitada para a retomada dos protestos, como ocorreu em junho em plena Copa das Confederações.

Fonte: www.uol.com