Publicado em 20/10/2013 as 12:00am

Família de jovem cigana expulsa da França é agredida no Kosovo

Família de jovem cigana expulsa da França é agredida no Kosovo

KOSOVSKA MITROVICA, Kosovo, 20 Out 2013 (AFP) - Leonarda Dibrani, a adolescente cigana expulsa da França para o Kosovo, foi agredida com sua família na tarde deste domingo, por pessoas não identificadas, em Kosovska Mitrovica, cidade do norte do território onde a família vive desde a sua expulsão, no dia 9 de outubro, indicou uma fonte policial.

"Os Dibrani passeavam em Mitrovica com os filhos quando foram agredidos por pessoas não identificadas", disse à AFP uma fonte policial, que pediu para não ter sua identidade revelada.

A mãe de Leonarda, Xhemaili, 41 anos, "levou um tapa e foi hospitalizada, enquanto as crianças, traumatizadas, estão em uma delegacia", acrescentou a fonte.

O pai da família, Resat Dibrani, 47 anos, está no hospital de Kosovska Mitrovica, com a mulher.

"Isso mostra que os Dibrani não estão seguros aqui", disse à AFP uma fonte policial.

O capitão da polícia do Kosovo Ahmet Gjosha informou na noite deste domingo ter prendido quatro pessoas. Segundo os primeiros elementos da investigação, trataria-se de uma disputa entre famílias, sem relação com a expulsão dos Dibrani da França.

"O incidente foi entre duas famílias, os Dibrani e os Bislimi. Parece que o senhor Bislimi foi marido de Xhemaili Dibrani há 25 anos, e acreditamos que o incidente esteja relacionado a este fato", disse Gjosha.

"Levamos este caso muito a sério. Foi aberta uma investigação com a participação de um promotor", acrescentou, assinalando que os Bislimi foram repatriados da Suíça há quatro meses.

Leonarda Dibrani recebeu neste sábado um convite do presidente François Hollande para voltar à França sozinha e manter seus estudos. Ela recusou, por não querer retornar sem a família.

"Não irei sozinha à França. Não abandonarei a minha família. Não sou a única a ter que ir à escola. Tem também meus irmãos e irmãs", disse à AFP a menina, de 15 anos, nascida na Itália

Quatro de seus cinco irmãos também nasceram na Itália, e a mais nova, de 17 meses, na França.

Depois de ter afirmado o contrário, o pai, Resat, reconheceu ser o único da família que nasceu no Kosovo, antiga província sérvia que proclamou sua independência em fevereiro de 2008.

Segundo seu depoimento, Dibrani e a família viajaram da Itália para a França em 2008 "sem papéis".

O pai reconheceu ter mentido às autoridades francesas em seus pedidos de asilo ao afirmar que toda a família era do Kosovo, na esperança de ter mais chances de obter asilo na França.

Fonte: www.uol.com

Top News