Publicado em 26/12/2013 as 12:00am

EUA demonstram 'decepção' pela visita de Abe a polêmico santuário

A demonstram 'decepção' pela visita de Abe a polêmico santuário

O governo dos Estados Unidos demonstrou nesta quinta-feira (26) sua "decepção" pela visita do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, ao polêmico templo de Yasukuni, vinculado ao passado imperialista do Japão, já que considera que "agravará as tensões" com seus vizinhos. "O Japão é um aliado e amigo. No entanto, os Estados Unidos estão decepcionados com o fato de que seu líder tenha realizado uma ação que agravará as tensões com os vizinhos", declarou a embaixada americana em Tóquio em comunicado. A legação diplomática disse ainda que espera que tanto Japão como seus vizinhos 'encontrem formas construtivas para fazer frente a aspectos tão sensíveis do passado, para melhorar suas relações e para promover a cooperação na hora de avançar em nosso propósito comum de paz e estabilidade na região'. Abe visitou hoje de surpresa o polêmico santuário de Yasukuni, que homenageia milhões de mortos durante conflitos armados entre 1853 e 1945, entre eles 14 criminosos da Segunda Guerra Mundial, o que suscitou duras críticas de China e Coreia do Sul. Após sua breve visita, o primeiro-ministro do Japão assegurou que era "um mal-entendido" pensar que comparecer ao santuário é venerar criminosos de guerra e explicou que simplesmente orou por "aqueles que perderam sua preciosa vida pelo Japão na guerra". Esta é a primeira visita de um primeiro-ministro do Japão a Yasukuni desde a de Junichiro Koizumi em 2006. Abe, que também foi chefe de governo entre 2006 e 2007, nunca tinha visitado Yasukuni como primeiro-ministro, mas o fez em mais de uma ocasião quando foi porta-voz no gabinete de Koizumi.

Fonte: (G1)